segunda-feira, novembro 21, 2011

CRISTO REI

Ontem às 5 da manhã, fieis da cidade de São Cristóvão, sairam em procissão para o alto do Cristo Redentor da cidade, o qual tem sua história junto com os franciscanos onde foi celebrada Missa, onde oficialmente encerra o Ano Liturgico na Igreja Católica.
Festa de Cristo Rei

No último domingo do ano eclesiástico – confessamos: “Jesus Cristo, nosso Rei e Senhor do universo”. Jesus Cristo a esperança da humanidade.

Comemoramos este mês a festa de um Rei que ao invés de riquezas e poder, proclama a simplicidade e a humildade. Sua festa é uma oportunidade de aprofundarmos o nosso modelo de fé e a vivência da humanidade.

A festa de Cristo Rei é a coroação de todo o ciclo da liturgia eclesiástica, porque na figura de Cristo Rei, se resume toda a obra salvadora do Messias. Não um messias cheio de poder e riquezas que veio para aniquilar os maus, mas um rei que veio para transformar os corações mais endurecidos. Na realidade, já tínhamos celebrado na Semana Santa, na Páscoa e na Ascensão a festa da realeza de Cristo. No dia da Páscoa Cristo assume o domínio sobre a nova Criação redimida. Na Ascensão ao céu é elevado para junto do Pai. Também em cada Domingo comemoramos o dia do Senhor ao celebrar a eucaristia.

Nesse dia encerramos o ano litúrgico e começamos o tempo do ADVENTO. A Igreja convida-nos a concentrar nossa mente e coração nesse fundamento de nossa fé; Jesus Cristo, o Senhor.

A solenidade de Cristo Rei leva-nos a refletir sobre como manifestar ao mun do esta realeza. Fica evidente que isso se faz repetindo os gestos do Rei Senhor Jesus: a doação total de si mesmo e o acolhimento do outro, seja ele quem for.

Temos a oportunidade de fazer mos parte do Reino de Deus e o caminho é facil. Basta seguir os mandamentos de Jesus Cristo e fazer uma abertura sincera de coração ao Espíri to Santo que nos concede as graças necessárias para obter mos a Santidade e, assim, po dermos transformar o mun do pelo amor.