segunda-feira, fevereiro 28, 2011

BOAS VINDAS AO NOVO PÁROCO PADRE VALDSON

   

 SEJA BEM VINDO, PADRE VALDSON!

         A família paroquiana de Nossa Senhora da Vitória, recebe hoje seu novo membro! Um membro ilustre, pois vem para compor esta família, ocupar um lugar importante: será a partir de hoje o nosso Pastor. Como rebanho o aguardamos com expectativa e muitas orações, para que a nossa convivência seja harmoniosa, e juntos trabalharmos na construção do Reino de Deus.

         Padre Valdson,
         A nossa Paróquia de quatrocentos e dois anos, sob a proteção da Mãe de Deus, Nossa Senhora da Vitória, agradecida por esta longa vida, confiante acolhe seu Pároco, rogando a Deus que o seu Pastoreio seja fecundo.

Deus lhe abençoe sempre


Texto: Maria da Paixão

quinta-feira, fevereiro 24, 2011

Fé, devoção e penitência

Fé, devoção e penitência. Em preparação para mais uma festa de Nosso Senhor dos Passos, essas características são latentes. Este ano a festa será realizada no período de 18 a 20 de março e a expectativa é grande. Cerca de 50.000 romeiros estiveram presentes na festa do ano passado e este ano é esperado um número ainda maior.
Toda a comunidade paroquiana já está trabalhando e preparando tudo com muito zelo e organização. A cidade terá diversos pontos de apoio aos romeiros durante os três dias de festa.
Nessa semana, a PASCOM assistiu a um dos ensaios do Coral Nosso Senhor dos Passos, que realiza ensaios semanais desde o mês de janeiro. O coral, que é composto por 48 membros, participa das duas procissões realizadas e como as músicas (ou “passos”) são cantadas no arranjo original, ensaiar é muito importante.
Este ano teremos também uma participação ainda maior da Pastoral de Comunicação, a PASCOM. Toda a equipe estará espalhada nos diversos pontos do Centro Histórico, informando sobre os detalhes desses três dias de festa.
 É importante lembrar também que no primeiro dia de festa (18/03), teremos a inauguração e bênção da escultura de Nosso Senhor dos Passos. Foi uma iniciativa da Prefeitura Municipal de São Cristóvão e trata-se de uma réplica construída na região do Alto da Favela, Cidade Baixa.

A PASCOM, em nome de toda a Paróquia Nossa Senhora da Vitória, convida todos os fiéis a participarem deste grandioso evento, além de salientar que estamos no Ano Jubilar. São 100 anos de Diocese e 50 anos da Arquidiocese de Aracaju. Sem dúvidas, temos muitas coisas a agradecer!
Para mais informações, acesse o nosso site www.nsvitoria.org.br.
Confira também a Galeria de Vídeos do nosso site e saiba mais sobre o Coral Nosso Senhor dos Passos.

Segue programação:


Ofício de preparação para a Festa
Igreja da ordem terceira do Carmo,
às 18:30
1º ofício - 25 DE FEVEREIRO
2º ofício - 04 DE MARÇO
3º - ofício - 11 DE MARÇO
4º - ofício - 18 DE MARÇO
5º - ofício - 25 DE MARÇO
6º - ofício - 01 DE ABRIL
7º - ofício - 08 DE ABRIL

FESTA DE NOSSO SENHOR DOS PASSOS
PROGRAMAÇÃO:
Sábado
17h – Missa na Igreja do Carmo
19h – Missa Campal na Praça do Carmo
20h – Procissão de Penitência

Domingo
Missas:
Matriz: 06h e 10h
Igreja do Carmo: 07h, 08h30min, 10h30min, 12h
Igreja São Francisco: 08h
Igreja do Rosário: 09h
Igreja do Amparo: 11h

VIA SACRA (SIMUTANEAMENTE NAS IGREJAS)14h 
Responsáveis:
MatrizGrucic
Igreja do Carmo Frades Carmelitas
Igreja São Francisco Ordem Franciscana Secular
Igreja do Rosário Legião de Maria
Igreja do Amparo Equipes de Liturgia do Sábado
16h – Procissão do Encontro
17h – Missa de encerramento (Praça do Carmo)

CONFIÇÕES: Igreja Senhor dos Passos e Igreja Matriz.


                                                                                                                                        
                                                                                                                Por Lays Millena

                                                                                        Foto: Leandro Espinheiro e Avani Cavalcante

quarta-feira, fevereiro 23, 2011

segunda-feira, fevereiro 21, 2011

ANIVERSÁRIO DO PADRE BERNARDINO – 21 – 02 – 11

Padre,
         Mais um ano, mais bênçãos de Deus, mais vida vivida, mais missão a se cumprir!
         “Viver vale a pena quando a alma não é pequena” (Fernando Pessoa). Viver sempre vale à pena! A vida recomeça todos os dias, e damos graças a Deus por esta bênção de todos os dias. Mas há vidas desperdiçadas e outras que vale por todo um rebanho: esta é a vida do Pastor, o Pastor que nos deixa em se falando de território, mas que continua fazendo parte da nossa... vida.

         Padre Bernardino,
         Nesta sua vida consagrada a Deus, no exercício deste Ministério, certos somos que o senhor já colheu bastantes frutos. No entanto, a vida continua e a missão também. Que Maria, nossa mãe do céu, o tenha sempre guardado nas dobras do seu manto, e interceda a seu Filho por toda uma vida de superação pessoal e no desempenho do seu Ministério. Que ele seja fecundo na construção do Reino de Deus.

         Parabéns, parabéns, parabéns por esta data e...


Deus lhe abençoe sempre


Texto: Maria da Paixão

sexta-feira, fevereiro 18, 2011

VOTE NO SITE DA NOSSA PARÓQUIA




Acesse esse link e clique numa imagem dessa no nosso site, pedimos que você seja fiel e faça isso todos os dias.

segunda-feira, fevereiro 14, 2011

Foto: Leandro

Foto: Leandro

Foto: Leandro

Foto: Leandro




Na ultima sexta feira dia 11 de fevereiro, Frades Carmelitas e Paroquianos da Paróquia Nossa Senhora da Vitória, celebraram dia de Nossa Senhora de Lourdes, com Procissão Luminosa , Santa Missa e Benção da Saúde. presidida por Frei Sormani e co-celebrada por Frei Severino e estava presente também Diacono Frei Ricardo. Nesta gruta muitas religiosas das  Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição de Nossa Senhora que são consagradas a Nossa Senhora de Lourdes, faziam suas orações neste local inclusive a Beata Irmã Dulce, onde fez seu noviciado neste convento.


acesse nosso site :  ressaltando que é o 1º site católico do estado de Sergipe www.nsvitoria.org.br

terça-feira, fevereiro 08, 2011

ENTREVISTA QUE PADRE VALDSON AZEVEDO CONCEDEU A PASCOM DA PARÓQUIA

Ele tem 19 anos de vida sacerdotal e, atualmente, é pároco da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, no Bairro Siqueira Campos. Após seis anos de grande atuação na paróquia, o Pe. Valdson Azevedo será transferido para a Paróquia Nossa Senhora da Vitória, que, até o próximo dia 28 de fevereiro, está sob a responsabilidade do Pe. Bernardino.
Em uma conversa descontraída, o Pe. Valdson concedeu uma entrevista à equipe da PASCOM e falou sobre diversos assuntos, inclusive sobre o desafio de assumir a nova paróquia. Bastante simpático e acolhedor, o novo pároco transformou a entrevista numa boa conversa, esclarecendo muitos pontos.

PASCOM entrevista:



PASCOM: Pe. Valdson, como foi o seu chamado para a vida sacerdotal?
Pe. Valdson: Eu acho que como o de todos que optaram pela vida sacerdotal. Desde criança eu tinha vontade de ser sacerdote. Passei por cima da vontade de meu pai, porque ele queria que eu fosse estudar Direito, mas a minha vontade era seguir a carreira religiosa. Fiz até os estudos em casa e depois procurei D. Luciano. Conversamos também com o reitor da época, o Pe. Inaldo César Menezes, que hoje é da diocese de Própria e aí comecei a participar dos encontros vocacionais e entrei no seminário.


PASCOM: Há quanto tempo o senhor está na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes e como foi a experiência?
Pe. Valdson: Completei seis anos aqui. A experiência foi grande, como toda paróquia, embora cada paróquia tenha uma realidade diferente. Eu venho de uma caminhada onde minha experiência sacerdotal foi no interior, na zona rural, com muitos povoados. Vir para a zona urbana foi um desafio, uma realidade totalmente diferente. Aqui no Siqueira Campos não temos uma comunidade fixa. O fato de a igreja estar localizada na praça atrai fiéis de todo o Estado, de todos os bairros da capital. O desafio é esse: sair da zona rural para a zona urbana e adaptar-se a esta nova realidade.


PASCOM: Nós, que fazemos parte da Paróquia Nossa Senhora da Vitória, estamos enfrentando essa despedida com o Pe. Bernardino. Como tem sido esse processo de despedida com os paroquianos do Bairro Siqueira Campos?
Pe. Valdson: É difícil. Toda partida é difícil. Os movimentos estão se organizando e teremos uma missa de despedida. É aquela coisa: um chora de um lado, outro chora de outro... Assim como em São Cristóvão, não é? As ruas já estão alagadas de tanto choro! (risos) Mas nós temos que obedecer às ordens da Igreja, obedecer ao Bispo e encarar essas mudanças.

PASCOM: Talvez seja um pouco cedo para fazer esta pergunta, mas, o senhor tem algum projeto, algo em mente para desenvolver na Paróquia Nossa Senhora da Vitória?
Pe. Valdson: Não. Eu acho que padre não é político. Padre é sacerdote. Eu conversei pouco com o Pe. Bernardino, mas não quero estar em São Cristóvão ainda. Pe. Bernardino está fazendo o trabalho dele e eu pretendo dar continuidade a este trabalho. Não pretendo, também, fazer mudanças de coordenação. Aos poucos vamos conhecendo a comunidade e meu único “projeto” é continuar o trabalho, sem mudar uma vírgula ou um ponto. Eu acho que não é necessário porque sei que o trabalho está sendo bem feito, senão vocês não estavam chorando! (risos).  Não tenho o objetivo de apagar o nome de Bernardino da cidade, de jeito nenhum. As portas da Paróquia estarão sempre abertas.

PASCOM: Finalizando a nossa entrevista, gostaríamos que o senhor deixasse uma mensagem para os paroquianos que ansiosamente o esperam no próximo dia 28 de fevereiro.
Pe. Valdson: A mensagem que eu deixo para os novos paroquianos é que nós devemos trabalhar juntos. Sem divisões, sem comparações. A Igreja confia um novo sacerdote e eu quero trabalhar em unidade com todos, com todas as pastorais. Trabalhemos juntos, na oração e na ação! Espero ser bem acolhido, assim como fui bem recebido pela comunidade do Bairro Siqueira Campos!


A PASCOM (Pastoral da Comunicação) agradece ao Pe. Valdson, que, em meio aos seus diversos afazeres diários, recebeu a nossa equipe muito bem!
Desde já, convidamos todos os fiéis para a celebração de entrega da Paróquia Nossa Senhora da Vitória.
A missa será realizada no próximo dia 28 de fevereiro, às 19h30, na Igreja Matriz Nossa Senhora da Vitória, em São Cristóvão!
Contamos com a sua presença!

Texto: Lays Millena
Fotos Rildo e Avaní Cavalcante

Acesse o site da Paróquia 
Nossa Senhora da Vitória de São Cristóvão





 



quinta-feira, fevereiro 03, 2011

“Sou grato a Deus pela oportunidade que me deu. Aqui aprendi muito!”



Pe. José Bernardino



"Sou grato a Deus pela oportunidade que me deu. Aqui aprendi muito!"- disse o Pe. Bernardino em celebração de despedida na Paróquia Nossa Senhora da Vitória.

Na noite de ontem, quarta-feira, foi realizada a celebração de despedida do Pe. Bernardino, pároco da Paróquia Nossa Senhora da Vitória. Ainda no final do ano passado, os paroquianos foram surpreendidos com a notícia de que o Pároco seria transferido no início de 2011. Após cinco anos e quatro meses na comunidade, o Pe. Bernardino assumirá agora o vicariato episcopal, além de assumir também a Paróquia São Marcos Evangelista, na cidade de Nossa Senhora de Socorro.
Durante a missa, muita emoção. A comunidade não pôde conter as lágrimas e despedir- se do Pe. Bernardino não foi tarefa fácil. Pouco antes do início da celebração, o pároco recebeu a PASCOM (Pastoral da Comunicação) em sua casa e concedeu uma breve entrevista que você acompanha a seguir.



ENTREVISTA


PASCOM: Pe. Bernardino, como foi sua experiência aqui na Paróquia Nossa Senhora da Vitória?



PE. BERNARDINO: Foi gratificante. Hoje eu só tenho que agradecer a Deus pela experiência que Ele permitiu que eu tivesse. Tenho certeza que eu saio de São Cristóvão já com outra bagagem. Deus me deu excelentes oportunidades para que eu crescesse no meu ministério e eu só posso agradecer a Deus pelo tempo que passei aqui na Paróquia.


PASCOM: Essa despedida tem sido difícil. Como o senhor está se sentindo ao deixar esta comunidade?

PE. BERNARDINO: Realmente... Nós somos missionários do Reino, mas também somos humanos. Então, o coração fica apertado porque, querendo ou não, a gente cria laços de amizade, laços por conta da missão, laços de fé... É toda uma história que fica enraizada dentro da gente. Com certeza é um momento de dor pela separação, pela saída, mas ao mesmo tempo é um momento de alegria porque a missão foi cumprida. Eu saio com esse coração alegre, porque a missão que Deus em confiou eu cumpri e, ao mesmo tempo, com o coração sofrido, porque deixo uma comunidade muito querida.

PASCOM: Gostaríamos que o senhor nos falasse um pouco sobre essa nova missão que vai assumir.

PE. BERNARDINO: É um desafio, mas o meu lema sacerdotal foi: “Mestre, porque mandas, lançarei as redes.”. Então, Cristo está me pedindo para lançar novamente as redes. E agora minha missão é dupla. Eu assumo outra paróquia, a Paróquia São Marcos Evangelista e assumo o vicariato São Marcos Evangelista. Mas, Deus é assim. Na medida em que cresce a nossa missão, cresce também a graça e o amor de Deus.

PASCOM: Finalizando a nossa entrevista, qual a mensagem que o senhor deixa para os paroquianos da Paróquia Nossa Senhora da Vitória?

PE. BERNARDINO: Deixo uma mensagem de estímulo e de fé. Eu saio, mas a nossa missão continua. Nós estamos no mesmo barco, trabalhando para o crescimento do Reino de Deus. Eu peço aos meus queridos paroquianos que continuem trabalhando de forma generosa, para que o Reino de Deus cresça cada vez mais aqui nesta comunidade. Vou ficar muito feliz, por onde eu estiver, sabendo que o povo de São Cristóvão continua a missão.

A comunidade sancristovense será eternamente grata a este “servo por amor” que, durante estes anos todos, enfrentando desafios, muito colaborou para o crescimento da Paróquia Nossa Senhora da Vitória.
A comunidade agradece ao Pe. Bernardino e pede a Deus e a nossa Senhora da Vitória que derrame copiosas bênçãos sobre esta nova missão que será assumida!


Foto: Bruno Felipe




TEXTO: Lays Millena

quarta-feira, fevereiro 02, 2011

DESPEDIDA DO PADRE BERNARDINO – 02 – 02 – 11



         Meus irmãos,

         E transcorria o ano da graça de Nosso Senhor Jesus Cristo de 2005. E apesar de ser um outubro, vivíamos entre chuvas e trovoadas, e então... Chegou à calmaria. Depois da tempestade vem a... Calmaria. Naquele dia 29 de outubro, ladeando o Sr. Arcebispo, entrava pelo átrio da nossa Igreja Matriz um pequenino padre para tomar posse como Administrador da nossa Paróquia. Pequenino na estatura, pois pelas informações que tínhamos na realidade não tinha nada de um pequenino padre, em quem colocávamos as nossas esperanças. Bem, não foram tempos assim tão calmos, ao contrário, foram de muito trabalho. E em toda nossa Paróquia, sem medo de errar, tem marcas da passagem do Pe Bernardino, e isto é que faz a diferença pois... Cinco anos e três meses que achamos tão pouco tempo entre nós, e é, queríamos muito mais, foram vividos intensamente. No entanto, um escritor (não lembro o nome) disse: “o tempo da permanência não importa. O que na verdade conta é o que deixamos quando partimos”. E o que fica conosco, Padre, é uma G R A N D E saudade. E só existe saudade quando quem vai deixa registro de amor nos corações de quem fica.

         Nossos corações que agora choram, pode parecer uma incoerência, também se sente feliz, pois o senhor não ficará longe, e além disso, terá uma afinidade com a nossa Paróquia. Ficamos torcendo em contar com a sua visita de vez em quando. Garanto também que o senhor não se livrará de nós: é mais um padre para visitar. “O nosso turismo consiste em visitar padres...”

Amizade é o sentimento mais bonito!
         Meus irmãos,

         Para haver amizade. é necessário dois seres; duas pessoas ou... Um Pároco e uma Paróquia... Um Pastor e um rebanho... Amizade é o sentimento mais bonito, e a conseqüência dela é a... Saudade! Nestes últimos três meses temos tido vários momentos de saudade, e nestes momentos, como agora, ficamos com a voz embargada, o nosso coração cala, e pede aos olhos que venha em seu socorro com a linguagem das... Lágrimas. Lágrimas, no entanto, com certeza secarão, dando lugar as lembranças guardadas novamente no coração.

         Padre,
         Temos certeza não o esqueceremos, mesmo que quiséssemos, e não queremos, pois apesar de acharmos cinco anos pouco tempo conosco, em cinco anos muito na nossa Paróquia fala do senhor. Deveria enumerar todo legado que o senhor nos deixa? Não será necessário, pois o senhor fez questão de estarmos juntos participando da sua construção. Falo principalmente do legado espiritual, mesmo ciente que o material é também importante para a construção e o fortalecimento da nossa fé. Mas quero registrar aqui, uma jóia que ganhei na primeira peregrinação à Aparecida, tenho como legado seu: “Confio em teu poder e em tua bondade. Em ti confio com filialidade. Confio cegamente em toda situação, Mãe, no teu Filho, e na tua proteção”. Esta veio se somar a outras que são herança da minha mãe, minhas avós, pequenas orações ensinadas desde minha tenra idade às quais recito diariamente.

         Sentimos este afastamento. Entretanto, família que somos em Cristo, para a família a distância não conta. Conta sim, o sentimento que nos une, que diminui a distância e faz com que a ausência se faça presença nos nossos corações. Ficaremos agradecidos a Deus pelo tempo em que convivemos, pelos ensinamentos que bebemos nesta fonte de águas cristalinas. Ficaremos aqui, com a esperança que teremos a sua visita sempre, pois esta Paróquia de Nossa Senhora da Vitória continuará sendo também a sua casa, já que aqui estão os seus irmãos.

         Que nesta nova caminhada o senhor encontre um campo fértil para que com seu jeito manso, um leve sorriso no rosto, entre “hum, huns e ai meu Deus”, possa replantar a sementeira enorme que tem dentro de si da Palavra de Deus, e em conseqüência contar com uma colheita grandiosa. Com a firmeza e coerência peculiar no senhor, que continue com a missão de ser luz e esperança para nós mesmo ao longe, e para seus novos paroquianos.


Deus lhe abençoe sempre.

Maria da Paixão 

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO: MISSA DE DESPEDIDA DO PÁROCO

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO: MISSA DE DESPEDIDA DO PÁROCO: "Padre Bernardino se despede da paróquia depois de 5 anos administrando, deixa a paróquia com dever muito bem cumprido,e foi muito além..."

MISSA DE DESPEDIDA DO PÁROCO







Padre Bernardino se despede da paróquia depois de 5 anos administrando, deixa a paróquia com dever muito bem cumprido,e foi muito além das expectativas da comunidade.