sexta-feira, dezembro 24, 2010

Natal: não é a festa de aniversário de Jesus

Natal, gostaria de explicar o sentido desta celebração, já que atualmente parece que os cristãos andam meio confusos, sem saber bem o que celebram. Alguns pensam que celebrar o Natal é comemorar o aniversário de Jesus; alguns chegam até a cantar “parabéns pra você”! Coisa totalmente fora de propósito, contrária ao sentimento da Igreja e fora do sentido da celebração dos cristãos. Então, se não celebramos o aniversário de Jesus, o que fazemos no Natal?
Antes de tudo é necessário entender o que é a Liturgia, a Celebração da Igreja.
Vejamos. O nosso Deus, quando quis nos salvar, agiu na nossa história. Primeiramente agiu na história de toda a humanidade, guiando de modo secreto e sábio todos os seres humanos e sua história. Basta que pensemos nos santos pagãos do Antigo Testamento – santos que não pertenceram ao povo de Israel: Sto. Abel, Sto. Henoc, São Matusalém, São Noé, São Melquisedec, São Jó... Nenhum destes pertencia ao povo de Deus... e no entanto, Deus agia através deles...
Depois, Deus agiu de modo forte, aberto, intenso na história do povo de Israel, com as palavras de fogo dos profetas, com a mão estendida e o braço potente nas obras maravilhosas em benefício do seu povo eleito. Finalmente, Deus agiu de modo pleno e total, fazendo-se pessoalmente presente, em Jesus Cristo, que é o cume, o centro e a finalidade da revelação e da ação de Deus: em Jesus, tudo quanto Deus sonhou para nós se realizou de modo pleno, único, absoluto, completo e definitivo! Então, o nosso Deus não se revela principalmente com ensinamentos, com doutrinas e conselhos, mas com ações concretas e palavras concretas de amor! E tudo isso chegou à plenitude na vida, nos gestos, palavras e ações de Jesus Cristo!
Pois bem: são estas obras salvíficas de Deus, realizadas de modo pleno em Jesus, que nós tornamos presente na nossa vida quando celebramos a Santa Liturgia, sobretudo a Eucaristia! Na força do Espírito Santo de Jesus, através das palavras, dos gestos e dos símbolos litúrgicos, os acontecimentos do passado – todos resumidos em Cristo: na sua Encarnação, no seu Nascimento, Ministério, Morte e Ressurreição e no Dom do seu Espírito – tornam-se presentes na nossa vida.
Vejamos, agora, o caso do Natal. Quando a Igreja celebra as cinco festas do Tempo do Natal (Natividade, Sagrada Família, Santa Maria Mãe de Deus, Epifania e Batismo do Senhor!) ela quer celebrar não o aniversarinho do menininho Jesus... O que ela deseja fazer e faz é tornar presente para nós, na força do Espírito Santo, a graça da vinda do Cristo! Celebrando a liturgia do Natal, o acontecimento do passado (a Manifestação do Filho de Deus) torna-se presente no hoje da nossa vida! Na liturgia do Natal a Igreja não diz: “Há dois mil anos nasceu Jesus”! Nada disso! O que ela diz é: “Alegremo-nos todos no Senhor: hoje nasceu o Salvador do mundo, desceu do céu a verdadeira paz!” (Antífona de Entrada da Missa da Noite do Natal). Então, celebrando as santas festas do Natal, celebramos a Manifestação do Salvador no nosso hoje, na nossa vida, no nosso mundo! A liturgia tem essa característica: na força do Santo Espírito torna presente realmente, de verdade, aquele acontecimento ocorrido no passado. Não é uma repetição do acontecimento, nem uma recordação! É, ao invés, aquilo que a Bíblia chama de memorial, isto é, tornar presente os atos de salvação de Deus!
Agora vejamos: a Eucaristia é a celebração, o memorial da Páscoa do Senhor. Como é, então, que no Natal a gente celebra a Missa, que é a Páscoa? Como é que já no Natal a Igreja mete a celebração da Páscoa? É que a Eucaristia não é simplesmente a celebração da paixão, morte e ressurreição de Cristo! Essa seria uma idéia muito mesquinha, estreita! Em cada Missa é todo o mistério da nossa salvação que se faz presente, é tudo aquilo que Deus realizou por nós, desde a criação até agora... e tudo isso tem o seu centro em Jesus: na sua Encarnação, na sua vida e na sua pregação, e alcança seu cume na sua morte e ressurreição, na sua ascensão e no dom do Santo Espírito. Então, celebramos as cinco festas do Natal celebrando a Missa, porque aí o mistério, o acontecimento da nossa salvação se torna presente e atuante na nossa vida. Voltando para casa após a Missa do Natal, podemos dizer: “hoje eu vi, hoje eu ouvi, hoje eu experimentei, hoje eu testemunhei e hoje eu anuncio: nasceu para nós, nasceu par o mundo um Salvador! Ele veio, ele não nos deixou, ele se fez nosso companheiro de estrada!” Celebrando a Eucaristia do Natal, recebemos a graça do Natal, entramos em comunhão com o Cristo que veio no Natal, porque recebemos no Corpo e Sangue do Senhor o próprio Cristo que nasceu para nós, e, agora, Cristo ressuscitado, pleno do Santo Espírito! É incrível, mas a graça do Natal chega a nós mais do que chegou para Maria e José e os pastores e os magos. Porque eles viram um menininho no presépio, enquanto nós o recebemos dentro de nós, seu Corpo no nosso corpo, seu Sangue no nosso sangue, sua Alma na nossa alma, seu Espírito no nosso espírito... e não mais um menininho frágil, com esta nossa vidinha humana, mas o próprio Filho agora glorificado, com uma natureza humana imortal e gloriosa, que nos transformará para a vida eterna.
Então, que neste Natal que se faz próximo ninguém cante parabéns para o Menino Jesus, nem fique com inveja dos pastores e dos magos... Também para nós hoje nasceu um Salvador: o Cristo ressuscitado, glorioso, que recebemos no seu Corpo e Sangue e cujo mistério celebramos nos gestos, palavras e símbolos da liturgia!


Dom HENRIQUE Soares da Costa
Bispo auxiliar da Arquidiocese de Aracaju
Publicada: 19/12/2010 Jornal da Cidade

O Papa cumprimentou os peregrinos em vários idiomas. [Em português, disse:]

Queridos irmãos e irmãs:

No tempo próprio da Liturgia, que atualiza o mistério, está para chegar o Deus Menino, nosso Salvador: Aquele que, depois da desobediência de Adão e Eva, nos abraça de novo e abre o acesso à vida verdadeira. Ele vem para reduzir à impotência a obra do maligno e tudo aquilo que nos faz andar longe de Deus. O Verbo feito menino ajuda-nos a compreender o modo de agir de Deus, para sermos capazes de nos deixar transformar pela sua bondade e misericórdia infinita. A sua vinda serve para nos ensinar a ver e a amar os acontecimentos da vida, o mundo e tudo aquilo que nos rodeia com os próprios olhos de Deus. No meio da atividade frenética dos nossos dias, possa este tempo natalício trazer-nos um pouco de calma e tanta alegria, fazendo-nos sentir a bondade do nosso Deus que Se faz menino para nos salvar e dar nova coragem e nova luz ao nosso caminho.
Amados peregrinos de língua portuguesa, a minha cordial saudação de boas vindas para todos, com votos de um santo Natal, portador das consolações e graças do Deus Menino: nos vossos corações, famílias e comunidades, resplandeça a luz do Salvador, que nos revela o rosto terno e misericordioso do Pai do Céu. Em seu Nome, eu vos abençoo, pedindo a Deus um Ano Novo sereno e feliz para todos.

                                                                                            BENTO XVI

NATAL DO SENHOR


O nascimento de Jesus, na história da humanidade, é o sinal de nosso misterioso nascimento à vida divina. A realidade da encarnação é que o Filho de Deus se faz homem para que o homem se torne filho de Deus. Este acontecimento é o começo da nossa salvação, em Cristo, que culminará pela morte e ressurreição de Jesus.
No prefácio I da missa do Natal do Senhor, pois rezamos: “no mistério da encarnação do vosso Filho, nova luz da vossa gloria brilhou para nós”. A realidade que a encarnação do Filho de Deus nos doa é essa: fomos iluminados pela luz verdadeira. Jesus Cristo é a luz que ilumina a humanidade que vive imersa na escuridão, da falta de Deus, de harmonia, de paz em síntese de amor. Vemos no nascimento de Jesus uma manifestação da sua glória, os anjos que entoam o magnífico cântico: glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por ele amados (Lc 2, 14).
O Natal do Senhor fala por si só as nossas almas. Basta um instante de silêncio e reviver o que nos narra o Evangelho para sentir uma comoção profunda diante do Menino, numa gruta, no frio, na pobreza... e mesmo assim cantam os anjos do Senhor e anunciam como um acontecimento único, nos traz a paz e a alegria a todos os homens. Que esta experiência do Natal leve às vossas famílias, filhos e todos os parentes. Não estamos sozinhos neste mundo de escuridão... Surgiu a luz verdadeira, que não tem ocaso... Todos temos motivos para estarmos felizes.
Natal, uma palavra encantadora, que nos enche de emoção, parece ser mágica, que tem uma mística, que nos recorda o amigo oculto, a ceia, papai Noel, enfeites natalinos, árvore, pisca-pisca... Que nos convida há parar um instante diante daquele recém nascido, que encerra em si uma infinidade de realidades e que podemos chamar: amor. Jesus nasce numa gruta em Belém, mas quer nasce na nossa vida, em nossas famílias, no nosso ambiente de trabalho, em síntese Ele quer nascer, mas nem sempre encontra um lugar. Que este Natal seja diferente que Jesus nasça no nosso coração e cada um de nós possa transmiti-lo com palavras e obras.

Feliz Natal!!!

Dom Lessa, 23/12/2010

sábado, dezembro 18, 2010

11 anos de Sacerdócio - Padre José Bernardino (Sacerdote Amigo)




Sei onde mira teus olhos
Conheçe o Teu coração
Mesmo sem me dizer mesmo sem me falar, Teu olhar
Tua beleza me encanta e reflete
O mistério que está sobre o altar
Tua vida é um raio de luz
Do Sol Divino que é o próprio Jesus
Nem o tempo ou lugar podem nos separar
Pois o altar nos faz um só coração
Quem ousou dizer terá sempre razão
Que perto está quem mora dentro do coração

Como é lindo então tê-lo em meu coração
E indiviso ele permanecer
Pois aquele que busco sem descansar
Quis em ti deixar por mim se encontrar
Mesmo quando a saudade bater
E no peito o coração apertar
Do altar vou lembrar e assim me alegrar
Na esperança de te reencontrar


domingo, dezembro 12, 2010

Congresso Eucarístico Arquidiocesano

Começa o Congresso Eucarístico Arquidiocesano, com a animação dos Padres Adeilson, Genivaldo, Moises, Paulo  chamando os chamando os Vicariatos para animação. 100 anos de diocese e 50 anos de Arquidiocese.

quinta-feira, dezembro 09, 2010

TRIDUO EM PREPARAÇÃO PARA O CONGRESSO EUCARÍSTICO ARQUIDIOCESANO



A Paróquia Nossa Senhora da Vitória celebra o 1º Tríduo preparatório 
para o Congresso Eucarístico com Adoração ao Santíssimo Sacramento 
e Missa Solene em intenção ao Congresso Eucarístico, na celebração 
o Pároco Padre José Bernardino ressaltou que 
o tríduo e o congresso é um momento único em nossa Arquidiocese. 
Por isso não podemos deixar passar, sem participar,
de nada pois temos que seguir nossa Igreja por onde ela for.

Este Tríduo como sinal de comunhão neste belíssimo momento da nossa Igreja Particular! Recorde que o Tríduo já é o Congresso; o Tríduo funciona como um simpósio teológico! No presente subsídio estes mesmos temas são apresentados em forma de adoração, como uma verdadeira catequese sobre a Eucaristia.

quarta-feira, dezembro 08, 2010

NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO PADROEIRA DA ARQUIDIOCESE DE ARACAJU

Hoje a  ARQUIDIOCESE DE ARACAJU celebra o dia de sua Paroeira Nossa Senhora da Conceição, também celebra seu Congresso Eucarístico, para mostrar quão fortemente a Eucaristia é a fonte e o ápice da vida da comunidade cristã para testemunhar a Jesus ressuscitado. O Congresso tem lugar no inicio das comemorações do Centenário de criação da Diocese e 50 anos da elevação à Arquidiocese.

Tema - ``E o reconheceram ao partir o pão e partiram imediatamente``. Lc. 24,31.33.

Lema – ``Dai-lhes vos mesmos de comer``. Mt. 14,16.


PROGRAMAÇÃO DE HOJE:
08/12 – Dia Festivo
06h – Alvorada Festiva
06h30 – Oficio de Nossa Senhora
07h – Missa dos Devotos
09h30 – Missa Solene
Celebrante: DOM BALDISERI núncio Apostólico
15h – Louvores a Nossa Senhora e Adoração ao Santíssimo Sacramento
16h30 – Procissão, Benção do Santíssimo Sacramento e Missa


Fonte: http://www.arquidiocesedearacaju.org

segunda-feira, novembro 22, 2010

CERIMÔNIA DA DEDICAÇÃO DA IGREJA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA VITÓRIA






COM CERIMÔNIA SOLENE A IGREJA MATRIZ NOSSA SENHORA DA VITÓRIA FOI DEDICADA, É um modo de declarar publicamente que aquele edifício é dedicado ao louvor a Deus e à celebração da salvação divina através das ações litúrgicas, às orações da comunidade e orações pessoais.

O Bispo Titular de Acúfida e Auxiliar de Aracaju Dom Henrique Soares , o Pároco Padre José Bernardino e demais padre do clero arquidiocesano. Celebraram a cerimônia de dedicação de uma igreja os ritos com agua, colocação das relíquias no altar, do incenso, com a unção do altar e das 12 cruzes que foi de grande valor histórico para nossa paróquia pois é um momento único, e ressaltou o Padre José Bernardino que ali encerravas se os festejos de 400 anos de nossa paróquia.

quarta-feira, novembro 17, 2010

TRIDUO EM PREPARAÇÃO A DEDICAÇÃO DA IGREJA MATRIZ



3ª NOITE DO TRIDUO - MISSA VOTIVA A SANTA PAULINA, RELIQUIAS DOS SANTOS SERÃO DEPOSITADA NO ALTAR DA IGREJA NO DIA DA DEDICAÇÃO. 


SANTA PAULINA - UMA SANTA PARA O NOSSO TEMPO
Imigrante italiana radicada no Brasil desde os nove anos de idade, Santa Paulina adotou o Brasil como sua pátria e os brasileiros como irmãos...

Nascida no dia 16 de dezembro de 1865, em Vígolo Vattaro, Trento, norte da Itália recebeu o nome de Amábile Lúcia Visintainer. Foi a segunda filha de Antônio Napoleone Visintainer e Anna Pianezzer.
Imigrou para o Brasil, com 9 anos de idade, juntamente com seus pais, seus irmãos e outras famílias da região Trentina, no ano de 1875, estabelecendo-se na localidade de Vígolo - Nova Trento - Santa Catarina - Brasil. Em 1887 faleceu sua mãe e Amábile cuidou da família até o pai contrair novo casamento. Desde pequena ajudava na Paróquia de Nova Trento, especificamente na Capela de Vígolo, como paroquiana engajada na vida pastoral e social. Com um grupo de jovens ajudou na compra da imagem de Nossa Senhora de Lourdes, que é conservada na gruta do Santuário.
Aos 12 de julho de 1890 com sua amiga, Virginia Rosa Nicolodi, deu início à Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, cuidando de Lúcia Angela Viviani, portadora de câncer, em fase terminal, num casebre doado por Beniamino Gallotti. Após a morte da enferma, em 1891, juntou-se a ela a segunda irmã Teresa Anna Maule.
Em 1894 o trio fundacional da Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, transferiu-se para a cidade de Nova Trento. Receberam em doação o terreno e a casa de madeira dos generosos benfeitores: João Valle e Francisco Sgrott.
Em 1903, Santa Paulina foi eleita, pelas Irmãs, Superiora Geral, por toda a vida. Nesse mesmo ano, deixou Nova Trento para cuidar dos ex-escravos idosos e crianças órfãs, no Ipiranga, em São Paulo - SP. Recebeu apoio do Pe. Luiz Maria Rossi e ajuda de Benfeitores em especial do conde Dr. José Vicente de Azevedo.
Em 1909 a Congregação cresce nos Estados de Santa Catarina e São Paulo. As Irmãs assumem a missão evangelizadora na educação, na catequese, no cuidado às pessoas idosas, doentes e crianças órfãs. Nesse mesmo ano, Santa Paulina é deposta do cargo de Superiora Geral pela autoridade eclesiástica e enviada para Bragança Paulista a fim de cuidar de asilados onde testemunha humildade heróica e amor ao Reino de Deus.
Em 1918, Santa Paulina é chamada à viver na Casa Geral onde testemunha uma vida de santidade e ajuda na elaboração da História da Congregação e no resgate do Carisma fundante. Acompanha e abençoa as Irmãs que partem em missão para novas fundações. Alegra-se com as que são enviadas aos povos indígenas em Mato Grosso, em 1934. Rejubila-se com o Decreto de Louvor dado pelo Papa Pio XI em 1933 à Congregação.
Santa Paulina morre aos 77 anos, na Casa Geral em São Paulo, dia 9 de julho de 1942, com fama de santidade; pois viveu em grau heróico as virtudes de FÉ, ESPERANÇA e CARIDADE e demais virtudes.

Ó Santa Paulina, que puseste toda a confiança no Pai e em Jesus e que, inspirada por Maria, decidiste ajudar o povo sofrido, nós te confiamos a Igreja que tanto amas, nossas vidas, nossas famílias, a Vida Consagrada e todo o povo de Deus.
(Pedir a graça desejada)
Santa Paulina, intercede por nós, junto a Jesus, a fim de que tenhamos a coragem de lutar sempre, na conquista de um mundo mais humano, justo e fraterno. Amém.
Pai-Nosso - Ave Maria - Glória
V. Santa Paulina.
R. Rogai por nós!

terça-feira, novembro 16, 2010

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO: TRIDUO EM PREPARAÇÃO A DEDICAÇÃO DA IGREJA MATRIZ

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO: TRIDUO EM PREPARAÇÃO A DEDICAÇÃO DA IGREJA MATRIZ: "2ª NOITE DO TRIDUO - MISSA VOTIVA A FREI GALVÃO, RELIQUIAS DO SANTO SERÁ DEPOSITADA NO ALTAR DA IGREJA NO DIA DA DEDICAÇÃO. Nascido em G..."

TRIDUO EM PREPARAÇÃO A DEDICAÇÃO DA IGREJA MATRIZ



2ª NOITE DO TRIDUO - MISSA VOTIVA A FREI GALVÃO, RELIQUIAS DO SANTO SERÁ DEPOSITADA NO ALTAR DA IGREJA NO DIA DA DEDICAÇÃO.


Nascido em Guaratinguetá, em 1739, de uma família de muitas posses, descendia dos primeiros povoadores da Capitania e corria em suas veias sangue de bandeirantes. Renunciou a uma brilhante situação no mundo e ingressou na Ordem franciscana. Fundou, em 1774, juntamente com Madre Helena Maria do Espírito , o Recolhimento de Nossa Senhora da Luz, na capital paulista. Não somente formou e conduziu espiritualmente as
religiosas desse mosteiro, mas também o edificou
materialmente, ao longo de  48 anos de esforços contínuos.
Foi o arquiteto, o engenheiro, o mestre de obras e muitas vezes o operário da sua edificação, que somente se tornou possível porque ele incansavelmente pedia, ao povo fiel,
esmolas para a magnífica construção. Sacerdote procurado e estimado por todos, era chamado "Homem da Paz e da Caridade". Entregou sua alma a Deus em 1822. Foi beatificado em 1998. Até hoje sua sepultura, na capela do mosteiro, é visitada por multidões que acorrem a lhe pedir graças e milagres, e também à procura das famosas e prodigiosas "pílulas de Frei Galvão".

Oração
Santíssima Trindade,
Pai, Filho e Espírito Santo,
eu Vos adoro, louvo e Vos dou graças
pelos benefícios que me fizestes.
Peço-vos, por tudo o que fez e sofreu vosso
Servo Santo Antônio de Sant'Anna Galvão,
que aumenteis em mim a fé, a esperança e a caridade,
e Vos digneis conceder-me
a graça que ardentemente desejo.
Amém.



http://www.saofreigalvao.com

domingo, novembro 14, 2010

TRIDUO EM PREPARAÇÃO A DEDICAÇÃO DA IGREJA MATRIZ



1º DIA DO TRIDUO - MISSA VOTIVA A SÃO ZIGMUNT FELINSKI, RELIQUIAS DO SANTO SERÁ DEPOSITADA NO ALTAR DA IGREJA NO DIA DA DEDICAÇÃO.


Zygmunt Felinski nasceu no dia 1.º de novembro de 1822, em Wojutyn - Polônia. Viveu numa família profundamente cristã e ali aprendeu o verdadeiro amor a Deus, ao próximo e à Pátria.
Depois de lutar corajosamente no Levante em defesa da Pátria e de ter perdido o seu melhor amigo, Júlio Slowacki, refletiu profundamente: será que sua Pátria não necessitava de outro trabalho ou sacrifício? A partir daí, busca um caminho para melhor servir a Deus e à Pátria.
Ingressou no Seminário em 1851, em Petesburgo - Rússia, e, em 1855, foi ordenado Sacerdote na Catedral de Moscou.
Percebendo a situação das crianças abandonadas, doentes e velhinhos, fundou, para cuidar deles, a Congregação das Irmãs da Sagrada Família, em 1857.
Em 1862, foi nomeado Arcebispo de Varsóvia. Não foi bem recebido pelo povo, que o chamava "espião da autoridade russa". Apesar de tudo, sempre lutou em favor do povo, como pastor, defensor até às últimas conseqüências. Por ter se posicionado contra o governo russo em favor do povo, foi condenado ao exílio na Sibéria, por 20 anos, tendo governado apenas 16 meses a sua arquidiocese, no memento em que já tinha conquistado o povo.
No exílio, dedicou-se à oração e ascese pessoal, pastoreio e prática de caridade ao povo sofrido e também exilado, que a ele recorria em suas desventuras.
Regressando do exílio, foi-lhe proibido regressar à sua Pátria, e, por isso, fixou residência na Galícia, dominada pela Áustria, onde se dedicou à Congregação que fundara e ao bem-estar do povo.
Em 1895, sentindo-se fraco e doente, procurou amparo médico em Kracóvia, onde veio a falecer no dia 17 de setembro, em opinião de santidade.
Dom Zygmunt se destacou pela sua dedicação e amor à Igreja, no cumprimento fiel às suas normas e preceitos, no zelo pastoral e grande amor pela família ao ponto de dizer: "Só no céu há mais felicidade do que no seio de uma família". Viveu intensamente as obras de misericórdia, procurando o bem-estar do pobre e abandonado. Foi um grande devoto de Nossa Senhora.
No dia 18 de agosto de 2002, em Kracóvia, foi declarado Bem-Aventurado pelo Papa João Paulo II. E no dia 11 de outubro deste anos, foi canonizado em Roma, pelo Papa Bento XVI.
A Igreja tem mais um intercessor e modelo a ser imitado não só pelos Sacerdotes e Religiosos, como também pelos pais, educadores, jovens e todos os que sofrem e são perseguidos.


http://www.irmas-sagradafamilia.org.br/fundador.htm 

sábado, outubro 30, 2010

DEDICAÇÃO DA IGREJA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA VITÓRIA SÃO CRISTÓVÃO/SE 18 DE NOVEMBRO DE 2010


 
Tríduo
15 de novembro – Igreja do Amparo
18h30 – Oficio de Vésperas da Dedicação de uma Igreja
19h - Missa
16 de novembro – Igreja São Francisco
18h30 – Oficio de Vésperas da Dedicação de uma Igreja
19h - Missa
17 de novembro – Igreja do Carmo
18h30 – Oficio de Vésperas da Dedicação de uma Igreja
19h – Missa


SOLENIDADE
18 de novembro – Matriz
18h30 – Cerimonial de entrega da obra de restauração e conservação da Igreja Matriz - IPHAN/SE
19h – Missa Solene de Dedicação da Igreja Matriz presidida pelo Exmo. Revmo. Dom Henrique Soares da Costa, Bispo auxiliar de Aracaju
Esta casa eu escolhi e santifiquei, para nela estar meu nome, para sempre”.

quarta-feira, outubro 27, 2010

BEATA DULCE




O cardeal arcebispo de Salvador (BA), dom Geraldo Majella Agnelo anunciou, na manhã desta quarta-feira, 27, a beatificação da irmã Dulce. O pronunciamento foi feito na sede das Obras Sociais Irmã Dulce, em Salvador, e o cardeal informou que até o fim do ano será conhecida a data da cerimônia de beatificação.
Para ser considerada beata, foi necessária a comprovação da existência de um milagre atribuído a religiosa; fato que aconteceu esta semana em Roma. O processo ainda precisa ser assinado pelo papa para ser concluído.
De acordo com dom Geraldo, a religiosa é exemplo para os cristãos e a sua história de vida é o que justifica a beatificação e o processo de canonização. “Todo santo é um exemplo de Cristo, como foi o caso dela (Irmã Dulce); aquela dedicação diuturna durante toda a vida aos pobres e sofredores”.
Irmã Dulce é a primeira baiana a tornar-se beata e agora está a um passo da canonização. O título de santa só poderá ser conferido após a comprovação de mais dois milagres intercedidos pela religiosa e reconhecidos pelo Vaticano.
A causa da beatificação de Irmã Dulce foi iniciada em janeiro do ano 2000 pelo próprio dom Geraldo Majella. Desde junho de 2001, o processo tramita na Congregação para a Causa dos Santos no Vaticano.

terça-feira, outubro 12, 2010

Nossa Senhora Aparecida





Porque o Brasil, o país mais católico da atualidade não tem direito de ter sua padroeira?

Nossa Senhora Aparecida tem sido, para muitos de nosso povo, inspiração de um estilo de vida solidária, fraterna, de atenção e acolhida ao outro, especialmente, aos mais pobres. Sua presença e devoção têm sido um elo de união e de integração entre todas as etnias, e nunca de divisão.

Esporadicamente, aparecem oportunistas e com interesses escusos, questionando o título de “Padroeira do Brasil”, dado pela Igreja a Nossa Senhora Aparecida e acolhido calorosamente pelo povo brasileiro. A iniciativa de propor à Câmara Federal retirar este título é descabida, pois não foi ela quem o outorgou a Nossa Senhora Aparecida, além de tal proposta ofender o sentimento religioso do povo brasileiro, e em nada contribuir para tornar melhor a vida de nosso povo; antes muito pelo contrario, Nossa Senhora Aparecida é a Rainha e a Padroeira do Brasil por  proclamação da Igreja e do povo brasileiro!

Dom Raymundo Damasceno Assis

terça-feira, setembro 28, 2010

VOTAR BEM



Os Bispos Católicos do Regional Sul 1, da CNBB (Estado de São Paulo), no cumprimento de sua missão pastoral, oferecem as seguintes orientações aos seus fiéis para a participação consciente e responsável no processo político-eleitoral deste ano:

1. O poder político emana do povo. Votar é um exercício importante de cidadania; por isso, não deixe de participar das eleições e de exercer bem este poder. Lembre-se de que seu voto contribui para definir a vida política do País e do nosso Estado.

2. O exercício do poder é um serviço ao povo. Verifique se os candidatos estão comprometidos com as grandes questões que requerem ações decididas dos governantes e legisladores: a superação da pobreza, a promoção de uma economia voltada para a criação de postos de trabalho e melhor distribuição da renda, educação de qualidade para todos, saúde, moradia, saneamento básico, respeito à vida e defesa do meio ambiente.

3. Governar é promover o bem comum. Veja se os candidatos e seus partidos estão comprometidos com a justiça e a solidariedade social, a segurança pública, a superação da violência, a justiça no campo, a dignidade da pessoa, os direitos humanos, a cultura da paz e o respeito pleno pela vida humana desde a concepção até à morte natural. São valores fundamentais irrenunciáveis para o convívio social. Isso também supõe o reconhecimento à legítima posse de bens e à dimensão social da propriedade.

4. O bom governante governa para todos. Observe se os candidatos representam apenas o interesse de um grupo específico ou se pretendem promover políticas que beneficiem a sociedade como um todo, levando em conta, especialmente, as camadas sociais mais frágeis e necessitadas da atenção do Poder público.

5. O homem público deve ter idoneidade moral. Dê seu voto apenas a candidatos com “ficha limpa”, dignos de confiança, capazes de governar com prudência e equidade e de fazer leis boas e justas para o convívio social.

6. Voto não é mercadoria. Fique atento à prática da corrupção eleitoral, ao abuso do poder econômico, à compra de votos e ao uso indevido da máquina administrativa na campanha eleitoral. Fatos como esses devem ser denunciados imediatamente, com testemunhas, às autoridades competentes. Questione também se os candidatos estão dispostos a administrar ou legislar de forma transparente, aceitando mecanismos de controle por parte da sociedade. Candidatos com um histórico de corrupção ou má gestão dos recursos públicos não devem receber nosso apoio nas eleições.

7. Voto consciente não é troca de favores, mas uma escolha livre. Procure conhecer os candidatos, sua história pessoal, suas ideias e as propostas defendidas por eles e os partidos aos quais estão filiados. Vote em candidatos que representem e defendam, depois de eleitos, as convicções que você também defende.

8. A religião pertence à identidade de um povo. Vote em candidatos que respeitem a liberdade de consciência, as convicções religiosas dos cidadãos, seus símbolos religiosos e a livre manifestação de sua fé.

9. A Família é um patrimônio da humanidade e um bem insubstituível para a pessoa. Ajude a promover, com seu voto, a proteção da família contra todas as ameaças à sua missão e identidade natural. A sociedade que descuida da família, destrói as próprias bases.

10. Votar é importante, mas ainda não é tudo. Acompanhe, depois das eleições, as ações e decisões políticas e administrativas dos governantes e parlamentares, para cobrar deles a coerência para com as promessas de campanha e apoiar as decisões acertadas.

Aparecida, 29 de junho de 2010
CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL
73ª Assembléia dos Bispos do Regional Sul 1
Aparecida-SP, 29, 30 de junho e 1 de julho de 2010.
Doc. 15/73ªAB
Dom Nelson Westrupp, scj
Presidente do CONSER
Dom Benedito Beni dos Santos
Vice-Presidente
Dom Airton José dos Santos
Secretário-Geral

Fonte:CNBB                  http://www.cnbbsul1.org.br/arquivos/votar_bem2.pdf 

domingo, setembro 26, 2010

Evangelho Orante




Com grande entusiasmo paroquianos finaliza o mês da Biblia, com evangelho orante, nas igrejas históricas e nas comunidades foi lido e refletido o evangelho de São Lucas no dia de hoje diante do Santíssimo Sacramento encerramento assim o mês da Biblia em nossa paróquia.Encerrando às 18 horas com a bênção do Santíssimo Sacramento e caminhada bíblica que finalizou com a Santa Missa na Igreja do Convento São Francisco.






NOVA PASTORAL É CRIADA EM NOSSA PARÓQUIA, PASTORAL DA SOBRIEDADE







Foram capacitados cerca de 12 agentes para a nova pastoral neste final de semana em nossa paróquia.
A Pastoral da Sobriedade é a ação evangelizadora e social da Igreja Católica na prevenção e recuperação da Dependência Química.
Implantada na 36ª Assembléia Geral da CNBB, ocorrida em Itaici, de 22 de abril a 1º de maio de 1998, esta entidade, que congrega os bispos do Brasil, considerou o alarmante problema das drogas que atinge 15% da população brasileira.


Estatisticamente é confirmado que um dependente químico afeta a vida de, no mínimo, quatro pessoas de sua relação. São os chamados co-dependentes, normalmente familiares, que necessitam de auxílio espiritual e psicológico, informação e acompanhamento, para sustentar-se diante do grave problema das drogas.
A Pastoral da Sobriedade tem por objetivo a PREVENÇÃO, a INTERVENÇÃO, a RECUPERAÇÃO e a REINSERÇÃO do dependente químico junto aos seus familiares, à comunidade eclesial e à sociedade.
A Pastoral da Sobriedade tem, também, como meta, desenvolver ações integradas entre Igreja e Sociedade através de uma conscientização e de uma atuação política.
A Pastoral da Sobriedade visa iniciar grupos de auto-ajuda nas paróquias e entidades afins para oferecer encontros semanais entre agentes preparados e dependentes químicos sob a orientação dos 12 Passos da Pastoral da Sobriedade.
Isto proporciona a todos (agentes, dependentes e co-dependentes) estabelecer um projeto de vida por meio da ação de Deus no indivíduo que, com sua experiência e vivência no mundo, busca alicerçar-se na virtude e nos valores cristãos dia após dia.




domingo, setembro 12, 2010



DIA 12/09/10(DOMINGO) 19 HORAS
05 HORAS - ALVORADA FESTIVA
10 HORAS – BATIZADOS
16 HORAS - MISSA SOLENE
17 HORAS – SOLENE PROCISSÃO COM Imagem da Padroeira.
Encerramento com Benção do Santíssimo Sacramento e Show com Comunidade Canção Nova.

sábado, setembro 11, 2010

9º noite do novenário




DIA 11/09/10(SÁBADO) 19 HORAS
Responsáveis: Pastoral Familiar, Terço dos Homens, Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores,Motorista e Comerciantes.
CELEBRANTE: Pe. Flávio Eduardo Silva – Paróquia Menino Deus- Colônia Miranda  
Tema: Eucaristia: Fonte de Santidade para a Família 
Convidados: Paróquia Menino Deus -Colônia Miranda  
(Após a celebração teremos quermesse, bingo e show com a Banda INTIMIDADE)




sexta-feira, setembro 10, 2010

8º noite do novenário





DIA 10/09/10(SEXTA) 19 HORAS
Responsáveis: Coroinhas , Cerimoniários, Catequese e Perseverança
CELEBRANTE: Pe. Paulo Lima-(Vigário Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro- Orlando Dantas)  
Tema: “Fica coscono Senhor”
Convidados: Centro Educacional Prado Meireles e Escola Lar Imaculada Conceição

Grande Bingo e Show com Grupo Intimidade

Sábado na programação da festa da Padroeira Nossa Senhora da Vitória em São Cristóvão, na praça da Matriz, missa campal celebrada por Padre Flávio, pároco da Paróquia menino Deus, logo após Bingo e Quermesse, e grande show com o GRUPO  INTIMIDADE(Prêmios do Bingo, um Boi, um carneiro, uma televisão, um DVD, um fogão, um microondas, duas bicicletas, dois ferros de passar, um ventilador, uma colcha de fuxico, uma sanduicheira)

quinta-feira, setembro 09, 2010

7ª noite do Novenário




DIA 09/09/10(QUINTA) 19 HORAS
Responsáveis: Pastoral da Comunicação, Pastoral do Batismo, Pastoral do Dizimo e Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística 
CELEBRANTE: Pe. Aélio Souza Nascimento- Reitor Seminário Maior 
Tema: O Discípulo missionário vive da Palavra e da Eucaristia 
Convidados: Comunidade Nossa Senhora da Assunção (Alto da Divinéia) e Mãe Rainha (Alto Santo Antonio)


quarta-feira, setembro 08, 2010

6ª noite do Novenário e Aniversário da Paróquia, 402 anos de Evangelização.



402 ANOS DE EVANGELIZAÇÃO, NOSSA PARÓQUIA FAZ HOJE.



DIA 08/09/10(QUARTA) 19 HORAS
Responsáveis: Legião de Maria e Pia União das Filhas de Maria
CELEBRANTE: Pe. José Genivaldo Garcia - Vigário Episcopal
Tema: Maria a mulher Eucarística
Convidados: Comunidade São José Operário (Colônia Pintos)


6ª noite do Novenário e Aniversário da Paróquia, 402 anos de Evangelização.



402 ANOS DE EVANGELIZAÇÃO, NOSSA PARÓQUIA FAZ NESTE DIA DE FESTA, COM ALVORADA DEU INICIO HOJE AOS FESTEJOS.



DIA 08/09/10(QUARTA) 19 HORAS
Responsáveis: Legião de Maria e Pia União das Filhas de Maria
CELEBRANTE: Pe. José Genivaldo Garcia - Vigário Episcopal
Tema: Maria a mulher Eucarística
Convidados: Comunidade São José Operário (Colônia Pintos) 

terça-feira, setembro 07, 2010

5ª noite do Novenário




DIA 07/09/10(TERÇA) 19 HORAS
Responsáveis: Família Franciscana e Pastoral da Pessoa Idosa
CELEBRANTE: Pe.Vágner Santos de Jesus- Paróquia São João Batista- Areia Branca
Tema: Eucaristia: Alimento na caminhada
Convidados: Comunidade Virgem dos Podres