domingo, março 15, 2009

ANO PAULINO


São Paulo é uma figura central da Igreja primitiva, por isso, o Papa Bento XVI anunciou a celebração de um “jubileu especial” dedicado ao Apóstolo, por ocasião dos 2000 anos do seu nascimento.
O anúncio do Papa foi muito bem acolhido e imediatamente toda a Igreja começou a fase da preparação.

Roma é um local privilegiado para celebrar o Ano Paulino por conservar o túmulo de São Paulo, descoberto na Basílica Romana de São Paulo fora dos muros. Mas é um evento que será celebrado em todo o mundo.

Acontecerá em Roma, como em todas as partes do mundo

Eventos litúrgicos, culturais, ecumênicos, pastorais e sociais em relação à espiritualidade, teologia, missão de São Paulo;
Peregrinações, congressos de estudo, cursos...;
Publicações especiais de textos paulinos para tornar conhecida a riqueza dos ensinamentos de São Paulo que constitui um verdadeiro “patrimônio da humanidade”.

Paulo marcou de forma decisiva a história do cristianismo como o Apóstolo que anunciou o Evangelho em todo o mundo antigo, sem nunca vacilar diante das dificuldades, dos perigos, da tortura, da prisão e da morte. “Quem nos separará do amor de Cristo?” (R 8,31 ss).

Foi um rabino convertido no caminho de Damasco;
Escritor de 13 cartas, sendo 7 Paulinas; 6 deuteropaulinas (Pág.19).
Um missionário, que percorreu milhares de quilômetros, anunciando, de cidade em cidade, o Evangelho de Jesus.

São Paulo nasceu na cidade de Tarso, na Cilícia (hoje Turquia), numa família judaica, na diáspora, mas de cidadania romana.
Nasceu por volta do ano 5;
Por volta do ano 11 – começou a freqüentar a escola da sinagoga;
No ano 20 vai para Jerusalém para se formar Rabino sob os cuidados de Gamaliel (Atos 22,2);
Por volta do ano 35: a conversão;
Ano 45 – Antioquia;
Entre os anos 46 a 62 as viagens missionárias.

Objetivos do Ano Paulino

Redescobrir a figura de Paulo, sua vida, atividade, viagens;
Reler e estudar suas cartas
Aprofundar seu rico ensinamento e meditar sua vigorosa espiritualidade de fé, esperança e caridade;
Reviver os primeiros tempos da Igreja
Revitalizar a nossa fé e a nossa atuação na Igreja hoje à luz dos ensinamentos de São Paulo;