quarta-feira, dezembro 30, 2009

ADORAÇÃO E MISSA DE ANO NOVO

DIA 31 DE DEZEMBRO NO CONVENTO SÃO FRANCISCO, ÁS 19 HORAS TERÁ INÍCIO A ADORAÇÃO AO SANTISSIMO SACRAMENTO E LOGO APÓS SANTA MISSA DE ANO NOVO.

quinta-feira, dezembro 24, 2009

NATAL?!



Simbologia


Desde a sua origem, o Natal é carregado de magia. Gritos, cantigas, forma rudimentar do culto, um rito de cunho teatral, o drama litúrgico ou religioso medieval ganha modificações no decorrer dos séculos. Dos templos, a teatralização ganha praças, largos, ruas e vielas, carros ambulantes, autos sacramentais e natalinos. Os dignatários da Igreja promoviam espetáculos. Na evolução da história está a compreensão de todos os símbolos de Natal.

Árvore - Representa a vida renovada, o nascimento de Jesus. O pinheiro foi escolhido por suas folhas sempre verdes, cheias de vida. Essa tradição surgiu na Alemanha, no século 16. As famílias germânicas enfeitavam suas árvores com papel colorido, frutas e doces. Somente no século 19, com a vinda dos imigrantes à América, é que o costume espalhou-se pelo mundo.

Presentes - Simbolizam as ofertas dos três reis magos. Hábito anterior ao nascimento de Cristo. Os romanos celebrava a Saturnália em 17 de dezembro com troca de presentes. O Ano Novo romano tinha distribuição de mimos para crianças pobres.

Velas - Representam a boa vontade. No passado europeu, apareciam nas janelas, indicando que os moradores estavam receptivos.

Estrela - No topo do pinheiro, representa a esperança dos reis-magos em encontrar o filho de Deus. A estrela guia os orientou até o estábulo onde nasceu Jesus.

Cartões - Surgiram na Inglaterra em 1843, criados por John C. Horsley que o deu a Henry Cole, amigo que sugeriu fazer cartas rápidas para felicitar conjuntamente os familiares.

Comidas típicas - O simbolismo que o alimento tem na mesa vem das sociedades antigas que passavam fome e encontravam na carne, o mais importante prato, uma forma de reverenciar a Deus.

Presépio - Reproduz o nascimento de Jesus. O primeiro a armar um presépio foi São Francisco do Assis, em 1223. As ordens religiosas se incumbiram de divulgar o presépio, a aristocracia investiu em montagens grandiosas e o povo assumiu a tarefa de continuar com o ritual.

terça-feira, dezembro 15, 2009

PARÓQUIA MENINO DEUS

Hoje às 19 horas no Povoado da Colônia Miranda na cidade de São Cristóvão tomará posse o novo paróco, e será oficialmente criada a Paróquia Menino Deus, Filha da Paróquia Nossa Senhora da Vitória, contaremos com a Presença do Ascebispo Metropolitano Dom José Palmeira Lessa, o qual dará posse ao novo paróco Padre Flávio.

quinta-feira, dezembro 10, 2009

"Mestre... porque mandas lancarei as redes"(Lc 5,5)


Nós da Paróquia Nossa Senhora da Vitória de São Cristóvão - Sergipe, com alegria, vamos louvar e agradecer a Deus pelos 10 anos de vida sacerdotal do nosso Pároco Padre José Bernardino de Santana Filho.Para este momento festivo convidamos você e sua família para se juntar a nós neste ato de louvor e gratidão a Deus.

Local: Igreja do convento de São Francisco
Dia: 17 de dezembro de 2009
Horário: 19 horas

segunda-feira, dezembro 07, 2009

ROMÁRIA A BONFIM

Sexta dia 11 de dezembro de 2009, sairá 1ª romária em agradecimento a visita de Senhor do Bonfim em nossa paróquia, quando por ocasião dos 400 anos de fundação da Paróquia a imagem do Senhor do Bonfim nos deu uma grande honra de sua visita, que pela primeira vez saiu do estado da Bahia.

Informações:
www.desbraveturismo.com.br

sexta-feira, dezembro 04, 2009

Encontrao Paroquial

Dia 27 de dezembro encontrão com todas as pastorais da paróquia Nossa Senhora da Vitória.
PROGRAMAÇÃO:
7:30 Saída da caminhada para o Ginásio de Esportes
8:40 Terço da Misericórdia, meditado e cantado
9:00 Palestra: Fé e Missão
9:50 Palestra: Famílias Restauradas em Cristo
10:15 Procissão da Santíssimo
10:25 Adoração ao Santíssimo
11:00 Santa Missa
14:00 Retorno
14:20 Apresentação de Peça Teatral
16:30 Benção
16:35 Sorteio da Rifa

sábado, novembro 28, 2009

1º Domingo do Advento - Acende-se a PRIMEIRA VELA

A luz nascente nos conclama a refletir e aprofundar a proximidade do Natal, onde Cristo, Salvador e Luz do mundo brilhará para a humanidade. Lembra ainda o perdão concedido a Adão e Eva. A cor roxa nos recorda nossa atitude de vigilância diante da abertura e espera do Senhor que virá.

Oração:

A luz de Cristo, que esperamos neste Advento, enxugue todas as lágrimas, acabe com todas as trevas, consolem quem está triste e encha nossos corações da alegria de preparar sua vinda neste novo ano de graça!

1º domingo da Advento-inicio do ano C

Liturgicamente, o tempo do Advento (do latim adventus = chegada) corresponde às quatro semanas que antecedem o Natal. As quatro velas representam essas quatro semanas e serão acesas, uma a uma, desde o primeiro domingo do Advento até o quarto domingo, sucessivamente. Via de regra as cores das velas devem corresponder à cor do tempo litúrgico - roxa -, diferenciando-se a terceira vela - rosa - como alegre preparação para a vinda do Senhor.

Neste sentido, relembramos que as vestes litúrgicas devem ser de cor roxa, como sinal de nossa conversão em preparação para o Natal, com exceção do terceiro domingo, onde o rosa substitui o roxo, revelando o Domingo da Alegria (ou Domingo Gaudette). O Advento deve ser tempo de celebração onde a sobriedade e a moderação são características peculiares da liturgia, evitando-se antecipar a plena alegria da festa do Natal de Jesus. Por isso, neste período não se entoa o "Glória" e nossos passos, nesse recolhimento, seguem em direção ao sublime momento do nascimento de Jesus.

AS QUATRO VELAS

Rito - Na celebração eucarística, um pequeno rito pode ser colocado no início da celebração, liturgia da palavra ou qualquer outro momento conforme o designar o celebrante. O acender das velas, normalmente é aberto com a bênção das velas, canto e oração própria. Seria também muito próprio fazer, em nossas casas, uma breve oração e acendimento das velas nos Domingos que antecedem o natal.

quinta-feira, novembro 26, 2009

ADVENTO


O Advento é um dos tempos do Ano Litúrgico e pertence ao ciclo do Natal. A liturgia do Advento caracteriza-se como período de preparação, como pode-se deduzir da própria palavra advento que origina-se do verbo latino advenire, que quer dizer chegar. Advento é tempo de espera d’Aquele que há de vir. Pelo Advento nos preparamos para celebrar o Senhor que veio, que vem e que virá; sua liturgia conduz a celebrar as duas vindas de Cristo: Natal e Parusia. Na primeira, celebra-se a manifestação de Deus experimentada há mais de dois mil anos com o nascimento de Jesus, e na segunda, a sua desejada manifestação no final dos tempos, quando Cristo vier em sua glória.

O tempo do Advento formou-se progressivamente a partir do século IV e já era celebrado na Gália e na Espanha. Em Roma, onde surgiu a festa do Natal, passou a ser celebrado somente a partir do século VI, quando a Igreja Romana vislumbrou na festa do Natal o início do mistério pascal e era natural que se preparasse para ela como se preparava para a Páscoa. Nesse período, o tempo do Advento consistia em seis semanas que antecediam a grande festa do Natal. Foi somente com São Gregório Magno (590-604) que esse tempo foi reduzido para quatro domingos, tal como hoje celebramos.

Um dos muitos símbolos do Natal é a coroa do Advento que, por meio de seu formato circular e de suas cores, silenciosamente expressa a esperança e convida à alegre vigilância. A coroa teve sua origem no século XIX, na Alemanha, nas regiões evangélicas, situadas ao norte do país. Nós, católicos, adotamos o costume da coroa do Advento no início do século XX. Na confecção da coroa eram usados ramos de pinheiro e cipreste, únicas árvores cujos ramos não perdem suas folhas no outono e estão sempre verdes, mesmo no inverno. Os ramos verdes são sinais da vida que teimosamente resiste; são sinais da esperança. Em algumas comunidades, os fiéis envolvem a coroa com uma fita vermelha que lembra o amor de Deus que nos envolve e nos foi manifestado pelo nascimento de Jesus. Até a figura geométrica da coroa, o círculo, tem um bonito simbolismo. Sendo uma figura sem começo e fim, representa a perfeição, a harmonia, a eternidade.

Na coroa, também são colocadas quatro velas referentes a cada domingo que antecede o Natal. A luz vai aumentando à medida em que se aproxima o Natal, festa da luz que é Cristo, quando a luz da salvação brilha para toda humanidade. Quanto às cores das quatro velas, quase em todas as partes do mundo é usada a cor vermelha. No Brasil, até pouco tempo atrás, costumava-se usar velas nas cores roxa ou lilás, e uma vela cor de rosa referente ao terceiro domingo do Advento, quando celebra-se o Domingo de Gaudete (Domingo da Alegria), cuja cor litúrgica é rosa. Porém, atualmente, tem-se propagado o costume de velas coloridas, cada uma de uma cor, visto que nosso país é marcado pelas culturas indígena e afro, onde o colorido lembra festa, dança e alegria.

terça-feira, novembro 24, 2009

UM PADRE A MAIS!!!

SE VOCÊ QUISESSE...

Sim, se você quisesse... dentro de alguns anos haveria, entre nós, um padre a mais!
Um padre a mais: sabe você exatamente o que significa isso?

Um padre a mais:
É pelo menos uma paróquia que não morre.
Uma igreja que não somos obrigados a fechar.
Um tabernáculo onde está sempre o nosso Deus.

Um padre a mais:
É uma Missa a mais, todos os dias, durante trinta, quarenta, cinqüenta anos ou mais.
É uma multidão de doentes visitados, consolados, reconfortados.
De desesperados, arrancados ao desespero.
De pobres pecadores convertidos.
De almas feridas, divinamente curadas.
De agonizantes preparados para o Céu.

Um padre a mais:
É luz nas almas.
É caridade nos corações.
É força nas vontades.
É alegria e felicidade no mundo.

Você nunca pensou em tornar-se padre?
Ah! Se você quisesse... se você quisesse!...

PARABÉNS VOCACIONADO AFONSO, VOCÊ SERÁ UM PADRE A MAIS!

segunda-feira, novembro 23, 2009

Por que a Missa é chamada de facultativa, votiva, em memória ou de preceito?

Preceito é o mesmo que lei, regra. “Missa de preceito” é uma missa obrigatória, que o padre tem a obrigação de celebrar, e da qual todo católico tem a obrigação de participar, de acordo com o terceiro mandamento da lei de Deus (“Guardar domingos e festas de guarda”) e o primeiro mandamento da lei da Igreja (“Participar da missa inteira nos domingos e festas de guarda”). “Festas de guarda” é o mesmo que “festas de preceito”.
É obrigatório, portanto, participar da missa aos domingos, e também nas outras festas de preceito que não caem no domingo. Antigamente havia muitos desses chamados “dias santos de guarda”, mas, atualmente, a maior parte das festas de preceito foi transferida para o domingo mais próximo, talvez porque, com a crescente prevalência dos interesses econômicos sobre os interesses espirituais, a existência de tantos feriados religiosos tornou-se incômoda para a sociedade...
Fora os domingos, existem hoje apenas quatro “dias santos de guarda” na liturgia católica: a festa de Santa Maria, Mãe de Deus, no dia 1º de janeiro; a solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo (Corpus Christi), na quinta-feira após o domingo da Santíssima Trindade, que se segue ao domingo de Pentecostes; a solenidade da Assunção de Nossa Senhora, no dia 8 de dezembro; e o Natal do Senhor, no dia 25 de dezembro.
Além da obrigatoriedade da missa, o “preceito” também exige que, na missa, seja seguida a liturgia própria da festa em questão. Por exemplo, no dia de Corpus Christi, cuja data é móvel, não se celebra a missa correspondente a esse dia no calendário do tempo comum, mas sim a liturgia própria dessa solenidade.
Existe uma hierarquia entre os diversos tipos de celebração litúrgica: segundo sua importância, elas são denominadas solenidade, festa ou memória.
O capítulo II das “Normas Universais sobre o Ano Litúrgico e o Calendário” (1969) especifica as regras para a precedência litúrgica de cada dia. Explica, por exemplo, que o domingo, por ser uma celebração especialmente importante, só “cede” sua liturgia própria para as solenidades e festas do Senhor. Foi o que ocorreu com os antigos “dias santos” que tiveram sua solenidade transferida para o domingo. E se uma solenidade móvel, como o Natal, cair num domingo, a liturgia da missa será a do Natal, e não a do domingo. Mas, no caso dos domingos do Advento, da Quaresma e da Páscoa, a liturgia dominical tem precedência sobre qualquer outra festa. Por isso, se o dia 8 de dezembro cair num domingo, a solenidade da Assunção de Nossa Senhora será transferida para sábado.
As memórias são as festas dos santos, e podem ser obrigatórias ou facultativas. Para os santos de importância universal a memória é obrigatória em toda a Igreja, e para os demais ela é facultativa, ou obrigatória em âmbito local, como no caso dos padroeiros das paróquias, cidades ou países. A festa de Frei Galvão certamente será sempre celebrada no Brasil e de forma especial no Estado de São Paulo, mas não necessariamente em outros países, e a festa de Santa Paulina será obrigatoriamente celebrada em Nova Trento, mas não necessariamente em outros locais. Já São José, por exemplo, é celebrado universalmente, assim como São Pedro e São Paulo.
A obrigatoriedade da celebração da memória de um santo não significa que aquele seja um dia de preceito, com participação obrigatória na missa. Significa que as missas ou ofícios que forem celebrados naquele dia devem, obrigatoriamente, seguir a liturgia específica da memória do santo em questão. Em alguns casos há leituras próprias, e, em outros, apenas orações próprias.
Não se usa em liturgia o termo “missa facultativa”, e sim, “memória facultativa”. Não existe nenhum dia em que a celebração da missa seja facultativa (embora exista um dia – a sexta-feira santa – em que não se celebra nenhuma missa), mas a participação dos fiéis na missa é facultativa em dias que não sejam de preceito.
Missas votivas são missas que celebram os mistérios de Cristo, de Nossa Senhora ou a memória dos santos, mas em dias escolhidos livremente, fora do calendário normal – desde que esse dia não seja domingo, nem outro dia de preceito ou de memória obrigatória. É um recurso muito usado, por exemplo, por pessoas que desejam pagar promessas, “encomendando” uma missa em ação de graças a determinado santo.

sexta-feira, novembro 20, 2009

CRISTO REI

A Festa de Cristo Rei é uma das festas mais importantes no calendário litúrgico, nela celebramos aquele Cristo que é o Rei do universo. O seu Reino é o Reino da verdade e da vida, da santidade e da graça, da justiça, do amor e da paz.

Esta festa foi estabelecida pelo Papa Pio XI em 11 de março 1925. O Papa quis motivar os católicos para reconhecer em público que o líder da Igreja é Cristo Rei. Mais tarde a data da celebração foi mudada dando um novo senso.

O ano litúrgico termina com esta que salienta a importância de Cristo como centro da história universal. É o alfa e o omega, o princípio e o fim. Cristo reina nas pessoas com a mensagem de amor, justiça e serviço. O Reino de Cristo é eterno e universal, quer dizer, para sempre e para todos os homens.

A festa de Cristo Rei


Com o objetivo de que os fiéis vivam estes inapreciáveis proveitos, era necessário que se propague o maximo possível o conhecimento da dignidade do Salvador, para o qual se instituiu a festividade própria e peculiar de Cristo Rei.

Desde o final do século XIX, a Igreja realizava os preparativos necessários para a instituição da festa, a qual foi finalmente designada para o último domingo do Ano Litúrgico, antes de começar o Advento.

Se Cristo Rei era honrado por todos os católicos do mundo, preveria as necessidades dos tempos presente, pondo remédio eficaz aos males que friccionam a sociedade humana, tais como a negação do Reino de Cristo; a negação do direito da Igreja baseado no direito do próprio Cristo; a impossibilidade de ensinar ao gênero humano, quer dizer, de dar leis e de dirigir os povos para conduzi-los à eterna felicidade.

Em um mundo onde prima a cultura da morte e a emergência de uma sociedade hedonista, a festividade anual de Cristo Rei anima uma doce esperança nos corações humanos, já que impulsiona à sociedade a voltar-se para Salvador. Preparar e acelerar esta volta com a ação e com a obra seria certamente dever dos católicos; mas muitos deles parecem que não têm na chamada convivência social nem o posto nem a autoridade que é indigna lhes faltem aos que levam diante de si a tocha da verdade.

Estas desvantagens possivelmente procedam da apatia e timidez dos bons, que se abstêm de lutar ou resistem fracamente; com o qual é força que os adversários da Igreja cobram maior temeridade e audácia. Mas se os fiéis todos compreendem que devem lutar com infatigável esforço sob a bandeira de Cristo Rei, então, inflamando-se no fogo do apostolado, se dedicarão a levar a Deus de novo os rebeldes e ignorantes, e trabalharão corajosos por manter incólumes os direitos do Senhor.

terça-feira, novembro 17, 2009

Na Escola de Maria, missionários do Tabor


Estimadas famílias que recebem a visita mensal da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Reunimos-nos neste mês de novembro para renovar nossa Aliança de Amor!

Com a Igreja, no decorrer desse mês, celebramos três momentos importantes da liturgia: a festa de todos os Santos, o dia de finados e a festa de Cristo Rei. Estas celebrações nos fazem refletir que cada um de nós é chamado à santidade. Esta não é privilégio de alguns. Todos nós somos convidados a vivê-la.

A festa de todos os Santos preenche, com um novo significado, o mistério da vida e da morte. Leva-nos a confrontar o nosso peregrinar aqui na terra, para alcançarmos as glórias do céu.

A Igreja nos ensina que “a comunhão dos Santos”, que professamos na oração do CREDO, ultrapassa o limiar da morte, porque nos leva a ter como modelos àqueles que “saíram da grande tribulação. Eles lavaram as suas vestes e as alvejaram no sangue do Cordeiro. Por isso, eles estão diante do trono de Deus e O servem no seu templo dia e noite.” (Ap 7, 14-15)

Essas palavras da Sagrada Escritura enchem nosso coração de alegria e certeza: fomos chamados a sermos santos e a fazer parte do Reino de Cristo.

E ao celebrarmos a festa de Cristo Rei do Universo recordamos sua realeza e divindade. Cristo espera que nós abramos nosso coração para Ele – o Rei do Universo; Ele deseja entrar e transbordar sua graça e ajudar-nos a sermos firmes e perseverantes na luta diária pela santidade.

Esperamos que muitas famílias abram-se para Cristo, por isso, empenhamos todas as nossas forças na evangelização com a Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, pois Maria quer ver seu Filho glorificado em cada lar, em cada coração. A melhor maneira de ver Jesus glorificado é a renovação e santificação de nossa família.

Santificamos nossa família quando praticamos o perdão, quando somos mais pacientes entre nós e procuramos rezar em família, para fortalecer a fé. A vida diária é exigente, mas a vivência do amor e a consciência de estarmos vivendo de forma coerente com os ensinamentos do Evangelho, nos ajudam a vencermos as dificuldades e a aproveitarmos as oportunidades, para avançar na conquista da santidade.

Confiamos à Mãe de Deus que pela renovação da Aliança de Amor possamos todos os dias de nossa vida, glorificar seu Filho, nosso Rei e Salvador.
Irmãs de Maria de Schoenstatt

Irmãs de Maria de Schoenstatt - Atibaia/SP

Fonte:http://www.maeperegrina.com.br/publicacoes/fol_alian.html

SANTA ISABEL DA HUNGRIA


Santa Isabel da Hungria.

Nasceu em 1207 em Presburg, Hungria e era princesa e filha do Rei André da Hungria, casou-se com o príncipe Luís de Thuringa na idade de 13 anos Construiu um hospital no sopé da montanha na qual o seu castelo ficava e ela mesmo cuidava dos doentes. Sua família se opunha a isto, mas ela insistia que deveria seguir os ensinamentos de Cristo.

Certa vez ela estava levando comida para um doente pobre e Luís mandou que ela parasse e olhou debaixo do seu manto, mas em vez de comida ele só encontrou rosas. Este teria sido o seu primeiro milagre. Com a morte de Luís ela vendeu tudo que tinha e deu maior assistência aos pobres e doentes. Diz a tradição que ela curava certos doentes apenas com suas preces.

Como Wartburg era localizado no alto de um morro íngreme e de difícil acesso aos doentes ela construiu um hospital no pé do morro e várias vezes ela mesma alimentava e cuidava dos doentes. Certa vez foi vista carregando para dentro do castelo uma criança pequena com lepra e o colocou em um cama e as criadas da corte se assustaram e chamaram seu marido Luís, para mostrar o que sua esposa havia feito. A chegar e olhar para a criança ele somente viu o Menino Jesus sorrindo para ele. Desmaiou.

Após esse milagre ela, com a benção de seu marido, construiu orfanatos, fundou outro hospital com 28 camas (considerado de bom tamanho para a época) e ainda providenciou para que centenas de pessoas fossem alimentadas diariamente.

Certa vez horrorizada com a coroa de espinhos na cabeça de Jesus, nunca mais usou sua coroa dentro de uma igreja ou capela, e nos dias de jejum e na semana santa e feriados religiosos ela não usava a coroa e nem as vestimentas de rainha e sim modestas vestes comuns, algumas em farrapos. Seus criados e criadas eram proibidas de a servirem ou a atenderem nesses dias. Fazia questão de fazer tudo sozinha.

Ela deu grande quantidade de grãos a uma Alemanha faminta e por isto é a padroeira dos padeiros e dos campos de trigo. Ela faleceu de causas naturais em 1231 em Marburg. Seu túmulo passou logo a ser um local de peregrinação e vários milagres foram creditados a sua intercessão.

Suas relíquias, inclusive seu crânio coberto com o seu véu e com a coroa de princesa, são cuidadosamente preservadas no Convento de Santa Elizabeth em Viena, na Áustria.

Foi canonizada em 1231.

Ela é representada na arte litúrgica como uma mulher carregando pães ou rosas no seu manto, ou usando coroa de princesa ou dando comida a um pedinte.

terça-feira, novembro 10, 2009

DIA FRATERNO - 15 DE NOVEMBRO


TODAS AS FRATERNIDADES DA ORDEM FRANCISCANA SECULAR E JUFRA, IRÃO SE REUNIR NO DIA FRATERNO NO PRÓXIMO DIA 15 DE NOVEMBRO.
FRATERNIDADE SANTO ANTÔNIO DE ARACAJU
FRATERNIDADE SANTO ANTÔNIO DE PROPRIÁ
FRATERNIDADE SANTO ANTÔNIO DE SÃO CRISTÓVÃO
FRATERNIDADE SANTO ANTÔNIO DE SIMÃO DIAS
FRATERNIDADE SANTA MARIA DOS ANJOS DO EDUARDO GOMES
FRATERNIDADE NOSSA SENHORA DE APARECIDA DO BÚGIO
FRATERNIDADE MONTE ALVERNE DO BAIRRO AMERICA
FRATERNIDADE NOSSA SENHORA DE GUARDALUPE
E JUFRAS DE TODO O ESTADO.

segunda-feira, novembro 02, 2009

FINADOS


O Dia de Finados é o dia da celebração da vida eterna das pessoas queridas que já faleceram. É o Dia do Amor, porque amar é sentir que o outro não morrerá nunca.
É celebrar essa vida eterna que não vai terminar nunca. Pois, a vida cristã é viver em comunhão íntima com Deus, agora e para sempre.
Desde o século 1º, os cristãos rezam pelos falecidos; costumavam visitar os túmulos dos mártires nas catacumbas para rezar pelos que morreram sem martírio. No século 4º, já encontramos a Memória dos Mortos na celebração da missa. Desde o século 5º, a Igreja dedica um dia por ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém se lembrava. Desde o século XI, os Papas Silvestre II (1009), João XVIII (1009) e Leão IX (1015) obrigam a comunidade a dedicar um dia por ano aos mortos. Desde o século XIII, esse dia anual por todos os mortos é comemorado no dia 2 de novembro, porque no dia 1º de novembro é a festa de "Todos os Santos". O Dia de Todos os Santos celebra todos os que morreram em estado de graça e não foram canonizados. O Dia de Todos os Mortos celebra todos os que morreram e não são lembrados na oração.

MISSA HOJE ÀS 4 HORAS DA TARDE NO CEMITÉRIO SANTO ANTÔNIO

quarta-feira, outubro 28, 2009



Em todos os momentos da vida
Seja qual for a tua atividade
Procura a aprovação de Deus
Olha para cima! ...

O QUE É SANTA MISSÃO?

As Santas Missões Populares na Igreja Católica consistem em uma série de pregações, palestras e celebrações dirigidas ao povo cristão, com o objetivo de avivar-lhe a fé e a vida cristã e impulsionar a vida comunitária nas comunidades paroquiais e comunidades eclesiais. Trata-se de uma pregação extraordinária (complementar à pastoral ordinária) e intensiva.

segunda-feira, outubro 26, 2009

SANTA MISSÃO FRANCISCANA

Em comemoração aos 100 da Fundação da Ordem Franciscana Secular em São Cristovão, teremos no periodo de 25 de Outubro a 01 de Novembro será realizada as Santas Missões.

PROGRAMAÇÃO:

DIA 25/01/2009 – ABERTURA

19:00 - Santa Missa na Igreja do Rosário

DIA 26/10/09 – Segunda-Feira

4:30 hs - Caminhada de penitência para a Igreja do Convento São Francisco, na chegada Santa Missa.(Saída da Caminhada –Igreja Matriz)

Das 9 às 11 hs – CONFISSÕES(IGREJA DO AMPARO)

18:30 hs – Reza do Terço –(LEGIÃO DE MARIA)

19:00 hs – Santa Missa

DIA 27/10/09 – Terça-Feira

4:30 hs – Caminhada de Penitência p/ Igreja do Rosário na Chegada Santa Missa e confissões. Saída Igreja da Matriz.

9:00 hs – Reunião com as crianças – Igreja do Amparo.

15:00 hs – Reunião com as crianças – Igreja do Amparo.

18:30 hs – Terço – Apostolado da Oração

19:00 hs – Santa Missa – Igreja do Amparo

28/10/09 - Quarta-Feira

4:30 hs – Caminhada de Penitência para a capela São João Batista na chegada Santa Missa.

9 hs – Confissões(Capela São João Batista)

15:30 Reunião com os Movimentos – Igreja do Amparo

18:30 – Reza do Terço(Ministro Extraordinários da Comunhão Eucarística)

19:00 hs – Santa Missa(Igreja do Amparo)

DIA 29/10/09 - Quinta-Feira

4:30 – Caminhada para a Igreja do Amparo na chegada Santa Missa. (Saída da caminhada Porta da Matriz)

16:00 hs Missa com os enfermos Igreja do Amparo

18:30 – Terço – Com o Terço dos Homens

19 hs – Santa Missa – Igreja do Amparo

DIA 30/10/09 - Sexta-Feira

4:30 HS – Caminhada para o cemitério na chegada Santa Missa.(saída da Caminhada, cruzeiro da Praça São Francisco)

8:30 hs – Visita dos Frades aos enfermos

18:30 – Terço – Pastoral da Família

19 hs – Santa Missa (Igreja do Amparo)

20 hs – Reunião com os Casais(Igreja do Amparo)

DIA 31/10/09 - Sábado

4:30 hs – Caminhada p/ a Igreja do Rosário na chegada Santa Missa (saída da Caminhada Praça da Matriz)

15 hs- reunião sobre Plantas medicinais – Igreja do Amparo.

18:30 – Terço – Jovens(Igreja do Rosário

19 hs – Santa Missa (Praça São Francisco)

20 hs – Reunião com os Jovens.

DIA 01/11/09 - Domingo

9:30 – TE DEUM

10 hs Missa em ação de graças pelos 100 anos da Fraternidade Santo Antônio, – Igreja São Francisco.

16 hs – Procissão dos Motoristas

17 hs – Missa de Encerramento – Igreja do Amparo

segunda-feira, outubro 19, 2009

FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

22 A 25 DE OUTUBRO DE 2009

FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO


1ª noite – dia 22(quinta-feira)

18:00 horas – Adoração do Santíssimo Sacramento

19:00 horas – Santa Missa

Responsáveis- Legião de Maria, Mãe Rainha, Pia União das Filhas de Maria, Terço dos Homens e Comunidade Carmelita.

Atração-Grupo de Chegança


2ª noite – Dia 2 (sexta-feira)

18:30 hs - Terço Mariano

19:00 hs - Santa Missa

Responsáveis – Apostolado da Oração, Ordem Franciscana Secular, Grupo da Melhor Idade, Ministro Extraordinário da Comunhão Eucaristica.

Atração – Samba de Côco.


3ª Noite – Dia 24(sábado)

18:30hs – Terço Mariano

19:00hs – Santa Missa

Responsáveis – Crismando, coroinhas, Pastoral da Juventude, Pastoral Litúrgica, Renovação Carismática.

Atração – Caceteira

Feirinha Comunitária – Rifa Relâmpago.


Festa - Dia 25 (domingo)

5:30 – Alvorada Festiva

19:00hs – Missa Solene

Responsáveis – Toda a comunidade

Procissão com a imagem para a Praça São Francisco.

Obs: Trazer uma vela para acompanhar a procissão.

terça-feira, outubro 13, 2009

SANTAS MISSÕES FRANCISCANAS

EM PREPARAÇÃO PARA A FESTA DOS 100 ANOS
OFS - FRATERNIDADE SANTO ANTONIO DE SÃO CRSITÓVÃOM REALIZARÁ SANTA MISSÕES EM NOSSA PARÓQUIA. DE 25 DE OUTUBRO A 01 DE NOVEMBRO DE 2009

segunda-feira, outubro 12, 2009

Nossa Senhora Aparecida - Padroeira do Povo Brasilleiro



‘Viver o dia da Padroeira significa sonhar com um mundo melhor’, disse Dom Orani


Com essas palavras fazendo referência à ação de Maria junto a Jesus em favor de seus filhos, o Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ), Dom Orani João Tempesta encerrou neste dia 11 de outubro a Novena em Preparação à Festa da Padroeira 2009.

O Arcebispo mencionou a responsabilidade que o cristão tem quando vêm ao Santuário Nacional e é invadido pela paz de Deus. “Voltamos revigorados. Mas, quanto mais estamos juntos de Cristo, maior é a nossa responsabilidade e compromisso em cuidar de nosso semelhante. As mãos pacificadoras de Maria nos tráz a paz que vêm de Jesus”, disse.

Refletindo sobre a Festa da Padroeira, Dom Orani chamou a atenção para a necessidade de se aprender com as lições dadas por Maria. “Precisamos mudar nossa mentalidade e refletir sobre onde queremos chegar com tantos problemas e violência. Temos o compromisso de sermos sinais da paz que Maria traz”, reforçou.

Neste último dia da Novena a participação de congadas emocionou a todos os presentes, mostrando o quanto Nossa Senhora Aparecida é amada pelo povo brasileiro.

FONTES: http://www.santuarionacional.com/festadapadroeira/

segunda-feira, outubro 05, 2009

Dízimo?

O dízimo é uma contribuição voluntária, regular, periódica e proporcional aos rendimentos recebidos, que todo batizado deve assumir como obrigação pessoal - mas também como direito - em relação à manutenção da vida da Igreja local onde vive sua fé.
O dízimo é uma forma concreta de manifestar a fé em Deus providente.
É ato de fé, de esperança e caridade.
Pelo dízimo, podemos viver essas três importantes virtudes cristãs, chamadas de virtudes teologais, porque nos aproximam diretamente de Deus.
O dízimo é compromisso de cada cristão.
É uma forma de devolver a Deus, num ato de agradecimento, uma parte daquilo que se recebe.
Representa a aceitação consciente do dom de Deus e a disposição fiel de colaborar com seu projeto de felicidade para todos. Dízimo é agradecimento e partilha, já que tudo o que temos e recebemos vem de Deus e pertence a Deus.

E vc faz esse compromisso cristão?

sexta-feira, outubro 02, 2009

SEU VOTO É MUITO IMPORTANTE


Vote no site da nossa paróquia, clik no link igual a esse no site, clik nele e dê seu voto.

www.nsvitoria.com.br

segunda-feira, setembro 28, 2009

UMA MÃO A FAVOR DA VIDA


Um fotógrafo, que fez a cobertura de uma intervenção cirúrgica para corrigir um problema de espinha bífida realizada no interior do útero materno, num feto de apenas 23 semanas de gestação, numa autêntica proeza médica, nunca imaginou que a sua máquina fotográfica registraria talvez o mais eloqüente grito a favor da vida conhecido até hoje.
Enquanto Paul Harris cobria, na Universidade de Vanderbilt, em Nashville, Tennessee, Estados Unidos, o que considerou uma das boas notícias no desenvolvimento deste tipo de cirurgias, captou o momento em que o bebê tirou a sua mão pequenina do interior do útero da mãe, tentando segurar um dos dedos do médico que a estava operando. A foto, espetacular, que pode ser vista na parte superior, foi publicada por vários jornais dos Estados Unidos e a sua repercussão cruzou o mundo até chegar na Irlanda, onde se tornou uma das mais fortes bandeiras contra a legalização do aborto.
A pequena mão que comoveu o mundo pertence a Samuel Alexander, cujo nascimento deveria ter ocorrido no dia 28 de dezembro (2001) (no dia da foto, ele tinha quase 5 meses de gestação). Quando pensamos bem nisto, a foto é ainda mais eloqüente. A vida do bebe estava literalmente presa por um fio. Os especialistas sabiam que não conseguiriam mantê-lo vivo fora do útero materno, e que deveriam tratá-lo lá dentro, corrigindo a anomalia fatal e voltar a fechar o útero para que o bebê continuasse o seu crescimento normalmente.
Por tudo isso, a imagem foi considerada como uma das fotografias médicas mais importantes dos últimos tempos e uma recordação de uma das operações mais extraordinárias registradas no mundo.
Agora, o Samuel tornou-se o paciente mais jovem que já foi submetido a este tipo de intervenção e é bem possível que, fora do útero da mãe, Samuel Alexander Arms aperte novamente a mão do Dr. Bruner. A apresentadora de televisão Justine disse ser impossível não se comover com a imagem poderosa desta mão pequenina que segura o dedo de um cirurgião e nos faz pensar em como uma mão pode salvar vidas.

quinta-feira, setembro 24, 2009

ENCERRAMENTO DO MÊS DA BÍBLIA


LEITURA ORANTE DO EVANGELHO DE MARCOS
PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA VITÓRIA
27/09/09

08h- Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão- cap. 1
09h- Pedreiras- Cap. 2 e Colina- cap. 3
10h- Comunidade do Carmo- cap. 4
11h- Alto Santo Antônio- cap. 5
12h- Cajueiro- cap. 6
13h- Parque Santa Rita- cap. 7
14h- Sagrada Família- cap. 8
15h- Rita Cacete- cap. 9 e Caipe Velho- cap.10
16h- Crismandos- cap.11, Colônia- cap. 12 e Alto da Divinéia- cap.13
17h- Loteamento Lauro Rocha- cap. 14 e Colônia Pintos- cap. 15
18h- Matriz- cap. 16

domingo, setembro 13, 2009

PROCISSÃO E ENCERRAMENTO DA FESTA

HOJE ÀS 16 HORAS TEREMOS A MISSA SOLENE E PROCISSÃO, COM O ENCERRAMENTO DA FESTA DE 2009 DA PADROEIRA DA NOSSA CIDADE, NOSSA SENHORA DA VITÓRIA.TODAS AS CAPELAS ASSISTIDAS PELA PARÓQUIA VÃO ESTÁ PRESENTES COMO TAMBÉM OS GRUPOS, PASTORAIS E MOVIMENTOS, DEVIDAMENTES INDENTIFICADOS.CONTAMOS COM SUA PRESENÇA. A EQUIPE DA PASCOM AGRADECE.

quinta-feira, setembro 10, 2009

novena da PASTORAL DA COMUNICÃO E OFS



“A comunicação é a grande chave do sucesso de qualquer atividade e a igreja não pode deixar de usar essa grande ferramenta de transmissão de mensagens, principalmente que a nossa mensagem é fruto de paz e esperança para muitos irmãos e irmãs excluídos da sociedade”.

quarta-feira, setembro 09, 2009

sábado, setembro 05, 2009

Compre já o DVD da Coroação 2009


Na secretaria da Paróquia e no Plantão da PASCOM.
Adquira já o seu por apenas R$ 10,00(dez reais)

sexta-feira, setembro 04, 2009

Hoje 4 de setembro de 2009, começa o NOVENÁRIO

Tema: Com Maria, Mãe do Sumo e Eterno Sacerdote, celebramos o Ano Sacerdotal.
De 04 a 13 de Setembro de 2009
PROGRAMAÇÃO

Dia 04/09/09 (sexta-feira) 19h
Responsáveis: Apostolado da Oração, Pastoral do Batismo e Pastoral do dízimo
Celebrante: Pe. Rogério de Jesus Santana
Tema: Jesus Cristo, o sumo e eterno Sacerdote. “Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem do rei Melquisedec” (Sl 109,4).
Convidados: Comunidade São João Batista e Santa Cruz.

terça-feira, setembro 01, 2009

ESTÁ CHEGANDO É SEXTA FEIRA DIA 4/09



Tema: Com Maria, Mãe do Sumo e Eterno Sacerdote, celebramos o Ano Sacerdotal.
De 04 a 13 de setembro de 2009
PROGRAMAÇÃO

Dia 04/09/09 (sexta-feira) 19h
Responsáveis: Apostolado da Oração, Pastoral do Batismo e Pastoral do dízimo
Celebrante: Pe. Rogério de Jesus Santana
Tema: Jesus Cristo, o sumo e eterno Sacerdote. “Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem do rei Melquisedec” (Sl 109,4).
Convidados: Comunidade São João Batista e Santa Cruz.

Dia 05/09/09 (sábado) 19h
Responsáveis: Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão
Celebrante: Dom Henrique Soares da Costa – Bispo auxiliar
Tema: A Instituição do Sacerdócio. “Fazei isto em memória de mim” (Lc 22,19).
Convidados: Comunidade Sagrada Família (Apicum).
(Investidura dos novos ministros).

Dia 06/09/09 (domingo) 19h
Responsáveis: Comunidade do Carmo
Celebrante: Frei Severino Sebastião de Lima
Tema: O Sacerdote continua a missão de Cristo, o Bom Pastor. “O bom pastor dá sua vida pelas suas ovelhas” (Jo 10,11).
Convidados: Comunidade São Gonçalo (Loteamento Lauro Rocha).

Dia 07/09/09 (segunda-feira) 19h
Responsáveis: Movimento da Mãe Rainha de Schoenstatt e Pastoral da Pessoa Idosa.
Celebrante: Pe. Vágner Santos de Jesus
Tema: O Sacerdote, ministro da Palavra. “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16, 15).
Convidados: Comunidade Santa Terezinha (Colina).

Dia 08/09/09 (terça-feira) 19h
Responsáveis: Legião de Maria e Pia União das Filhas de Maria
Celebrante: Pe. José Genivaldo Garcia (Vigário Episcopal)
Tema: O Sacerdote, ministro dos sacramentos. “Ministros de Cristo e administradores dos mistérios de Deus” (I Cor, 4,1).
Convidados: Comunidade Nossa Senhora da Assunção (Alto da Divinéia).

Dia 09/09/09 (quarta-feira) 19h
Responsáveis: Pastoral Familiar e Terço dos Homens.
Celebrante: Pe. Valtewan Correia Cruz
Tema: “Fidelidade de Cristo, Fidelidade do sacerdote”. “Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer” (Jo 15,5).
Convidados: Comunidade São José Operário (Colônia Pintos).

Dia 10/09/09 (quinta-feira) 19h
Responsáveis: Família Franciscana e Pastoral da Comunicação.
Celebrante: Pe. Geofredes Alves de Oliveira
“Tema: “O sacerdócio é o amor do coração de Jesus“.” Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração” (Jr 3,15).
Convidados: Nossa Senhora Aparecida (Enseada).

Dia 11/09/09 (sexta-feira) 19h
Responsáveis: Pastoral Litúrgica, Coroinhas, Catequese e Perseverança, Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores.
Celebrante: Pe. Inaldo César
Tema: Maria, Mãe e modelo dos sacerdotes. “Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa” (Jo 19, 27).
Convidados: Comunidade Virgem dos Pobres, Mãe Rainha (Jupiá) e São João (Loteamento São João).

Dia 12/09/09 (sábado) 19h
Responsáveis: Renovação Carismática (Grucic), Crismandos, Pastoral da Juventude, Motoristas e Comerciantes.
Celebrante: Pe. Aélio Souza Nascimento
Tema: “Todo o Povo de Deus deve incansavelmente rezar e trabalhar pelas vocações sacerdotais” (PDV, 82). “Pedi, pois, ao Senhor da messe que envie operários para sua messe” (Mt 9, 38).
Convidados: Comunidade Mãe Rainha e Santo Antônio (Alto Santo Antônio).
(Após a celebração teremos quermesse e bingo).

13/09/09 (domingo) FESTA SOLENE
(Participação de todas as comunidades)

05h- Alvorada festiva.
10h- Batizados
16h- Missa solene – presidida por Dom José Palmeira Lessa-Arcebispo.
17h- Solene Procissão com a imagem da Padroeira.

Percurso: Praça São Francisco, Coronel Erundino Prado, Rua do Rosário, Dom José Vicente Távora, Nossa Senhora das Fontes, Rua da estação, Lauro Freitas (rodoviária), Graccho Cardoso (Feira Velha), Mercado, Marechal Deodoro, Georgeta César Prado, Ivo do Prado, Praça São Francisco.
Encerramento com a Bênção do Santíssimo Sacramento e Show.

Comissão Organizadora: Normando, Georgina, Cida, Dilma, Luciano, Girlânea, Manoel, Jackson, Etevaldo, Avani.

Pe. José Bernardino de Santana Filho
Pároco

domingo, agosto 30, 2009

VALIOSO VOTO

PRECISO DO SEU VOTO DIARIAMENTE ENTRE NO SITE DA PARÓQUIA www.nsvitoria.com.br e dê seu voto para concorrer com melhor site de paróquia. No mês de maio conseguimos o 3º lugar e agora em setembro queremos ir para o 2. Ou quem sabe 1º.

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO

Hora da Ave Maria

Um novo tempo começa em nossa Paróquia, a PASCOM(pastoral da comunicação)reativará A HORA DA AVE MARIA,terá inicio às 5:59 da tarde.

terça-feira, agosto 25, 2009

FESTA DE NOSSA SENHORA DA VITÓRIA - PADROEIRA DE SÃO CRISTÓVÃO



Tema: Com Maria, Mãe do Sumo e Eterno Sacerdote, celebramos o Ano Sacerdotal.
De 04 a 13 de setembro de 2009
PROGRAMAÇÃO

Dia 04/09/09 (sexta-feira) 19h
Responsáveis: Apostolado da Oração, Pastoral do Batismo e Pastoral do dízimo
Celebrante: Pe. Rogério de Jesus Santana
Tema: Jesus Cristo, o sumo e eterno Sacerdote. “Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem do rei Melquisedec” (Sl 109,4).
Convidados: Comunidade São João Batista e Santa Cruz.

Dia 05/09/09 (sábado) 19h
Responsáveis: Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão
Celebrante: Dom Henrique Soares da Costa – Bispo auxiliar
Tema: A Instituição do Sacerdócio. “Fazei isto em memória de mim” (Lc 22,19).
Convidados: Comunidade Sagrada Família (Apicum).
(Investidura dos novos ministros).

Dia 06/09/09 (domingo) 19h
Responsáveis: Comunidade do Carmo
Celebrante: Frei Severino Sebastião de Lima
Tema: O Sacerdote continua a missão de Cristo, o Bom Pastor. “O bom pastor dá sua vida pelas suas ovelhas” (Jo 10,11).
Convidados: Comunidade São Gonçalo (Loteamento Lauro Rocha).

Dia 07/09/09 (segunda-feira) 19h
Responsáveis: Movimento da Mãe Rainha de Schoenstatt e Pastoral da Pessoa Idosa.
Celebrante: Pe. Vágner Santos de Jesus
Tema: O Sacerdote, ministro da Palavra. “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16, 15).
Convidados: Comunidade Santa Terezinha (Colina).

Dia 08/09/09 (terça-feira) 19h
Responsáveis: Legião de Maria e Pia União das Filhas de Maria
Celebrante: Pe. José Genivaldo Garcia (Vigário Episcopal)
Tema: O Sacerdote, ministro dos sacramentos. “Ministros de Cristo e administradores dos mistérios de Deus” (I Cor, 4,1).
Convidados: Comunidade Nossa Senhora da Assunção (Alto da Divinéia).

Dia 09/09/09 (quarta-feira) 19h
Responsáveis: Pastoral Familiar e Terço dos Homens.
Celebrante: Pe. Valtewan Correia Cruz
Tema: “Fidelidade de Cristo, Fidelidade do sacerdote”. “Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer” (Jo 15,5).
Convidados: Comunidade São José Operário (Colônia Pintos).

Dia 10/09/09 (quinta-feira) 19h
Responsáveis: Família Franciscana e Pastoral da Comunicação.
Celebrante: Pe. Geofredes Alves de Oliveira
“Tema: “O sacerdócio é o amor do coração de Jesus“.” Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração” (Jr 3,15).
Convidados: Nossa Senhora Aparecida (Enseada).

Dia 11/09/09 (sexta-feira) 19h
Responsáveis: Pastoral Litúrgica, Coroinhas, Catequese e Perseverança, Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores.
Celebrante: Pe. Inaldo César
Tema: Maria, Mãe e modelo dos sacerdotes. “Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa” (Jo 19, 27).
Convidados: Comunidade Virgem dos Pobres, Mãe Rainha (Jupiá) e São João (Loteamento São João).

Dia 12/09/09 (sábado) 19h
Responsáveis: Renovação Carismática (Grucic), Crismandos, Pastoral da Juventude, Motoristas e Comerciantes.
Celebrante: Pe. Aélio Souza Nascimento
Tema: “Todo o Povo de Deus deve incansavelmente rezar e trabalhar pelas vocações sacerdotais” (PDV, 82). “Pedi, pois, ao Senhor da messe que envie operários para sua messe” (Mt 9, 38).
Convidados: Comunidade Mãe Rainha e Santo Antônio (Alto Santo Antônio).
(Após a celebração teremos quermesse e bingo).

13/09/09 (domingo) FESTA SOLENE
(Participação de todas as comunidades)

05h- Alvorada festiva.
10h- Batizados
16h- Missa solene – presidida por Dom José Palmeira Lessa-Arcebispo.
17h- Solene Procissão com a imagem da Padroeira.

Percurso: Praça São Francisco, Coronel Erundino Prado, Rua do Rosário, Dom José Vicente Távora, Nossa Senhora das Fontes, Rua da estação, Lauro Freitas (rodoviária), Graccho Cardoso (Feira Velha), Mercado, Marechal Deodoro, Georgeta César Prado, Ivo do Prado, Praça São Francisco.
Encerramento com a Bênção do Santíssimo Sacramento e Show.

Comissão Organizadora: Normando, Georgina, Cida, Dilma, Luciano, Girlânea, Manoel, Jackson, Etevaldo, Avani.

Pe. José Bernardino de Santana Filho
Pároco

sábado, agosto 22, 2009

Aconteceu em nossa Paróquia:Missa Da Assunção de Nossa Senhora em Honra à Mãe de Deus

Missa Da Assunção de Nossa Senhora em Honra à Mãe de Deus
Maria, Rainha dos anjos e dos santos, fiel seguidora de Seu Filho, Jesus; Mãe amável e admirável dos Cristãos foi assunta ao Céu não para afastar Sua doce presença dos pobres pecadores, muito pelo contrário, Ela subiu ao Céu junto a Seu adorável Filho para estar mais próximo de todos nós e, de modo especial acolhendo a cada um de nós em seu terno amor.
Domingo, dia 16 todos os paroquianos se reuniram para celebrar, em ação de graças, um ano da chegada (visita) de Nossa Senhora de Aparecida que na ocasião eram festejados os 400 anos da Paróquia Nossa Senhora da Vitória, em São Cristóvão.
A Santa Missa, em agradecimento a esta data tão especial para todos os fieis da Cidade, foi presidida pelo Pároco José Bernardino de Santana filho. Em sua homilia, ele destaca a ressurreição dos mortos e a glorificação dos corpos de todos aqueles que amarem a Deus até o fim de sua vida. Ele ressalta ainda o amor, a fidelidade e o compromisso de Maria para com Deus e com toda humanidade ao acolher e assumir os desígnios de Deus: projeto de Salvação para todos os pecadores.
Embora não tenha conhecido a corrupção da carne, Sua assunção é prefiguração daquilo que Deus reserva a todos nós: A ressurreição para a vida Eterna, porém – adverte o Padre – para que isto aconteça é preciso optar pelo Bem, por praticar o que é bom aos olhos do Pai e ainda, “para herdar esta promessa é preciso negar-se a si mesmo, tomar sua cruz e seguir Jesus Cristo (...), assim, seguindo o modelo de Sua e nossa Mãe”, a fim de que, no dia do senhor, possamos ser revestidos da Glória de Deus. O Reverendo José Bernardino conclui sua homilia recomendando a todos os fieis a prática da Fé, da Esperança e da Caridade, virtudes as quais nos auxiliarão a chegar ao Céu.
Que Nossa Senhora volva para nós seus olhos Misericordiosos e nos envolva com Sua Graça especialmente por celebrarmos e recordarmos neste dia 17 um ano de Sua visita a nossa Paróquia e mais particularmente ao nosso coração. Rogamos ainda, querida Mãe Aparecida que nos ajude como nossa Grande Advogada e intercessora junto a seu Filho Amado, Nosso Senhor Jesus. Amém!

quinta-feira, agosto 13, 2009

Formação: Eclo.28:1-9

A quem eu preciso perdoar hoje?

O perdão recebido e dado é profunda fonte de cura e libertação; sem contar que é um verdadeiro remédio para a saúde do corpo e da alma.
Vamos fazer hoje a experiência concreta de perdoar todas as pessoas pelas quais, de alguma forma, temos certa indiferença ou mágoa, por conta de alguma situação desencontrada entre nós?
Jesus nos perdoa sempre e nos convida para fazer o mesmo quando alguém nos magoa. O erro de nossos irmãos deve provocar em nós o desejo de perdão, da mesma forma que quando erramos provocamos o perdão de Deus. Quanto mais perdoamos, tanto mais parecidos com o Senhor nos tornamos. Todo o mal do qual somos vítimas é a oportunidade que temos de perdoar e amar mais os irmãos. “Amem-se uns aos outros, como eu os tenho amado” (João 13,34).
Senhor, nós nos decidimos hoje pelo perdão suplicando-Lhe que abençoe a nossa decisão.
Jesus, eu confio em Vós!

Luzia Santiago é cofundadora da Com. Canção Nova.

Mensagem:"Amar, o verdadeiro martírio"

Amar, o verdadeiro martírio - A atitude de amar é cada vez mais rara

Muitas vezes, deparamos com coisas que nos sentimos incapazes de fazer por conta de nossas misérias. Jesus, no “testamento” d'Ele, nos deixa uma ordem que é o grande desafio da vida de qualquer ser humano: “Amai-vos uns aos outros” (João 15,12). O mandamento do amor, muito mais que uma simples ordem, é um projeto de vida que perpassa a existência de todo homem.
Como imagem e semelhança de Deus, que é amor, o homem tem por vocação amar. Por isso se não a [vocação] cumpre, não encontra em sua vida a verdadeira realização e a felicidade. Amar é a vida do ser humano. Alguém que não ama já está morto.
Mas quem disse que amar é fácil? Quem disse que felicidade e realização são palavras opostas a sacrifício e a sofrimento? Em meio a um mundo hedonista, impregnaram em nossa consciência que felicidade é fazer e viver tudo o que, de alguma forma, não nos custe nada. É por isso que cada vez mais o mundo se torna individualista e a atitude de amar é cada vez mais rara. Amar exige sofrimento, renúncia, martírio.
Se amar é muito mais do que um simples sentimento, é uma decisão e uma atitude de vida, logicamente vai exigir um sacrifício próprio. Muita gente projeta a vida a partir de um desejo, às vezes, um carro, uma casa e sacrifica muita coisa em função disso. Se o projeto próprio dos filhos de Deus é amar, precisamos nos dispor a acolher os sacrifícios próprios dessa decisão.
Somos acostumados a desejar que as pessoas nos amem muito, incondicionalmente, sem olhar para as nossas misérias e limitações. Mas quando chega a hora de amar o outro, colocamos uma série de condições. E o amor incondicional? E o amor oblação? E a alegria maior de dar do que receber? E a verdade que o amor que me cura é o que dou e não o que recebo? Não são simples perguntas, mas uma verdadeira revisão de vida para a qual somos convidados por Deus.
Jesus afirma que se a semente, na terra, não morrer ela não gerará frutos. Amar é morrer! Morrer para as minhas vontades e minhas carências e me decidir em traduzir em ato a vocação que Deus destinou para a minha existência. Não há nenhum ato de amor que não exija de nós o derramar do nosso sangue, um martírio constante que nos leva à oblação e à doação. O amor acarreta sofrimento, cruz, morte. Mas traz consigo redenção, ressurreição, alegria!
Martírio é testemunho. Mártir é aquele que derramou o seu sangue para testemunhar ao mundo um amor maior. É aquele que cumpriu, com excelência, a sua vocação de amar. Em um mundo, que não mais acredita em muitas verdades essenciais, há a extrema necessidade de pessoas capazes de suportar todas as tribulações, de forma a testemunhar que o mandamento do Senhor não é uma utopia. Deus nos chama a sermos hoje mártires do amor, em meio a um povo que esqueceu a sua vocação de amar.
Talvez você esteja sofrendo muito por ter se decidido a amar alguém concretamente e sem esperar nada em troca. Pode ser que a decisão de amar o esteja levando a chorar ao se deitar e a perder noites de sono. Ou então, sua vida se tornou um verdadeiro calvário a partir do momento em que você saiu da teoria e foi colocar a sua vocação de filho de Deus em prática. Louvado seja Deus! Você está se aproximando cada vez mais da meta, da plenitude do verdadeiro projeto de vida que Jesus nos deixou: “Amai-vos uns aos outros, como Eu vos amo” (João 15, 12).
Quando os nossos sofrimentos são causados por atos verdadeiros de amor, eles nos trazem dor, mas trazem também um sentimento de felicidade inigualável. Não uma felicidade aos moldes mundanos, mas a verdadeira felicidade, a verdadeira paz no coração daqueles que realizaram, com aquele sacrifício, a vontade de Deus para a sua vida.
Jesus nos deixou o exemplo da cruz. A cruz é o modelo de amor. Ele nos amou até o fim e nos mostrou que, por amor, somos capazes de levar a nossa decisão até as últimas consequências. Até o derramamento de sangue. Dando literalmente a vida. “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida por seus amigos” (João 15, 13).
É hora de pararmos de ficar lambendo as nossas feridas e transformá-las em chagas de amor. Se amar o tem machucado e ferido, você agora tem mais coisas em comum com Jesus. Quando chegar à vida eterna, Ele vai olhar para essas chagas e vai lhe dizer: “Como você é parecido comigo!”. Por isso: não desista de amar! Não desista de testemunhar ao mundo que o amor não é uma utopia, mas uma verdade. Seja onde for que Deus o coloque, seja um mártir do amor. Dê a sua vida pela simples, mas inigualável e heróica decisão de amar sem condições, sem medidas

Autor:Renam Félix

quarta-feira, agosto 05, 2009

1º SITE CATÓLICO DO ESTADO de Sergipe


COMO VOTAR PARA O SITE SER BEM COLOCADO NA CATEGORIA DE SITES DE PARÓQUIAS

ACESSE O SITE www.nsvitoria.com.br

abaixe a barra e verá a medalha de 3º colocado no site catolico Catolica net
CLIQUE NA MEDALHA do site como essa ao lado E VOCÊ ESTARÁ VOTANDO EM NOSSO SITE.

Que Deus lhe abençõe!!!!!!!!!!!!

terça-feira, agosto 04, 2009

Abertura do Ano Sacerdotal


Abertura do Ano Sacerdotal na Arquidiocese de Aracaju

“Fidelidade de Cristo, Fidelidade do sacerdote”

A abertura do Ano Sacerdotal na Arquidiocese de Aracaju iniciou no dia 04 de Agosto, cuja data celebra o dia de São João Maria Vianney, patrono dos padres. A Santa Missa foi celebrada pelo Bispo Auxiliar Dom Henrique Soares da Costa e seus concelebrantes, alem da notável presença do nosso pároco José Bernardino. Todo o clero estava presente, contando ainda com a participação do povo cristão.

Com o tema “O Sacerdócio é o amor do Coração de Jesus” o celebrante ressalta a ação de Jesus como Sacerdote e seu amor com que trata sua missão, afirma ainda que o sacerdote é a configuração de Jesus Cristo “O amor vence a terra, anda sobre o mar... Somente com amor o sacerdote será capaz de exercer seu ministério com fidelidade”.

Finalizando com uma mensagem do nosso Acerbispo Dom Jose Palmeira Lessa dirigida aos padres e a todos fieis ali presentes.

Por: Eriosvaldo
Fotos:Avani e Leandro


Obs:Veja as fotos ao lado

quinta-feira, julho 30, 2009

FORMAÇÃO:"Namoro saudável, casamento estável."



Contrario ao que a mídia ensina o namoro não e o tempo para iniciar a vida sexual. O sexo tem duas finalidades: unitiva e procriativa, ou seja, unir o casal num ato concreto de amor para que seja gerado o fruto desse sentimento. E, portanto, a igreja não permite outra maneira de gera à vida humana.
No plano de Deus, o sexo é a manifestação do amor de um casal, cujo fruto será um filho (CF. Gn. 17.16).
Na união dos corpos é celebrado profundamente o amor de um pelo outro: a compreensão, o perdão dado, a paciência exercida, o dialogo mantido, as lagrimas derramadas... É a consolidação da aliança (casamento).
Segundo o professor Felipe Aquino, um dos maiores estudiosos da igreja católica, doutorado em teologia e apresentador da TV canção Nova, afirma também que a Igreja ensina que o Ato sexual, para não ser desvirtuado deve estar sempre aberto à geração da vida sem que sejam usados meios artificiais. Sabemos que o ato sexual gera um novo ser humano, este precisa ser acolhido, ter um lar com os pais e, portanto, nem o namoro, nem o noivado possuem estrutura familiar suficiente, ou melhor, não foi firmado um compromisso “até que a morte os separe”. É por isso que o sexo não deve ser vivido no namoro, nem no noivado.
Se eu comer uma maçã, por exemplo, ainda verde, certamente vai causar mal-estar, assim também se eu iniciar a vida sexual antes do casamento, em vez de ter “alegrias” terei problemas. São Paulo diz que o corpo do homem é para a sua esposa... (I Cor 7.4) ele não diz que o corpo do homem é para a sua namorada, nem a mulher é para o seu noivo e sim para o seu marido. Nós jovens Cristãos precisamos entender que se desejamos construir uma família bela em deus, precisamos esperar o casamento para a vida sexual.
Se a mídia, a cultura (incultura) enfim o mundo nos ensina, nos incentiva a avançar o sinal vermelho, nos oferece “a maçã Caramelada” do pecado, vale lembrar que maçã caramelada dá uma dor de barriga...!
“O casamento começa no namoro; logo é importante que seja puro para que o futuro seja feliz”. (prof. Felipe Aquino)
AUTOR: ERIOSVALDO SANTOS FRANÇA

REFLEXÃO:“Senhor dá-nos sempre desse pão”.


“Senhor dá-nos sempre desse pão”.

Naqueles dias, aos redores do mar da Galileia, Jesus viu que uma multidão faminta (em todos os sentidos) o seguia. Com o Milagre da multiplicação dos pães e dos peixes, o desejo do senhor, prefigurado naquela ocasião era, ou melhor, é alimentar a humanidade. É lindo percebe como é grandioso esse desejo, o que Jesus, figura humana do divino amor de Deus não sentiu quando em cafarnaum, alguém pediu-lhe: “Senhor, dá-nos sempre desse pão”? É esplêndido! As dores da cruz não fizeram cessar o imenso que Nosso Senhor tinha em nos saciar de corpo, alma e espírito, pelo contrario, seu querer transpassou a cruz e nem aquele túmulo de pedra tampouco a morte puderam contê-lo.
E mais uma vez, a humanidade simbolizada naqueles dois discípulos de Emaús insiste: “Fica conosco...” (Lc. 24.29) e Jesus responde antes de voltar ao Pai dizendo: “eis que estarei convosco até o fim!” (Mt.28.20)
A Santa Missa é uma confirmação concreta de Suas últimas palavras, Vê-lo sendo levado pelo padre no cibório a tantas pessoas é o momento mais sublime. Ainda assim, depois de tudo, Jesus encontra a insensibilidade dos homens. Fazendo-se pobre pequenino encerra-se no altar e mesmo, muitas vezes, encontrando indiferença nas pessoas espera cada um de nós, alguém que O receba não simplesmente como pão, mas como o único e verdadeiro alimento que oferece a Vida Eterna.
“Diz aos homens que na hora da Santa Ceia, não podendo conter o fogo que me consome, inventei esta maravilha do Amor que é a Eucaristia. Porque a Eucaristia é a invenção do amor! É por amor às almas que sou prisioneiro na Eucaristia...” (Cf. “Jesus Cristo Conosco na Eucaristia”, pag. 8 e 9).

AUTOR:ERIOSVALDO SANTOS FRANÇA

segunda-feira, julho 27, 2009

Aconteceu na comunidade: I Encontro da Pastoral da Criança


“Unidos no amor e na paz”
A Pastoral da Criança em nossa Cidade realizou no dia 26 de Julho (domingo) o Primeiro encontro de equipes que assistem as comunidades carentes do Loteamento Lauro Rocha e Alto Santo Antônio, sendo este último o local de início da “Celebração da Vida”.
Aproximadamente quinze voluntários líderes e apoio receberam cerca de vinte e duas famílias. Ao todo são mais de cento e oitenta crianças cadastradas e acompanhadas mensalmente nessas comunidades.
Foram realizadas atividades recreativas, momento de evangelização, oração e palestras para os pais. Depois do lanche encerramos com a celebração na Capela Nossa Senhora da Assunção, presidida pelos Frades Carmelitas ali presentes.

quarta-feira, julho 22, 2009

Pensamento:"É só isso que temos"

Certa criança gostava de ir à igreja várias vezes durante a semana. Sua maior felicidade era estar presente nas Missas. Era assídua aos domingos, porém uma coisa lhe entristecia o coração: Na hora do ofertório, ela observava todos que estavam a sua frente se dirigirem à cesta onde lá depositavam alguma coisa, só não sabia o quê, contudo, abria suas delicadas mãos e percebia que nada tinha para ofertar ao Senhor. Isso se repetiu inúmeras vezes. Incomodada com os repetidos episódios, certa vez saiu a caminhar no campo logo pela manhã. Passou longas horas selecionando e catando pedrinhas... Eram consideradas por ela as mais perfeitas. Ao chegar em casa, sua mãe perguntou:

- Onde você estava minha filha?

- Estava procurando um presente para Deus! Disse a menina com entusiasmo.

Já na Missa, a menina estava radiante de alegria e, quando percebeu que todos se dirigiam ao ofertório, humildemente abriu suas delicadas mãos e nelas havia duas pedrinhas brancas e redondas e pensou: “É só isso que tenho Senhor, mas te dou com muito amor!”

Para aquela menina, aquelas pedras que ofertara não eram simples e somente isto, valia muito mais, pois ao Senhor ofertou o seu melhor.

Com esta breve história podemos perceber que o mais importante não é a quantidade, mas a qualidade com que se é dado. Quer sejam “dois peixes ou cinco pães”, se entregamos a Deus com muito amor, Ele multiplicará.



Por Eriosvaldo França